Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 18 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Câmara vota na terça a cassação do prefeito de Cassilândia

10 Ago 2007 - 07h51
O plenário da Câmara de Cassilândia, vota na próxima terça-feira (14), às 12 horas, o relatório da Comissão Processante (CP), que pede a cassação do mandato do prefeito José Donizete Ferreira de Freitas (PT), em razão do seu envolvimento em suposto esquema que teria desviado R$ 6,2 milhões da prefeitura, através de licitações fraudulentas.
O relatório foi aprovado, por unanimidade, na CP na terça-feira passada (7) e hoje, o novo presidente da Câmara, Romão Maiorchini (PMDB), definiu a data para a apreciação em plenário e também notificou oficialmente o prefeito da decisão, para que ele tenha tempo hábil para preparar sua defesa, que será feita na tribuna da Casa.
O prefeito segue afastado do cargo desde o dia 22 de junho. O afastamento foi feito pela Justiça a pedido do Ministério Público Estadual (MPE), em razão de outra denúncia contra Freitas, em que ele é acusado de ter participado do desvio de R$ 1,7 milhões dos pagamentos pelos serviços de água e esgoto feitos pela população a prefeitura.
Rito do julgamento
Na apreciação pelo plenário da Câmara do relatório, o presidente da Casa deverá inicialmente fazer a leitura dos principais pontos do processo contra o prefeito, que já tem mais de 2,2 mil páginas.
Após essa leitura, cada um dos nove vereadores terá o prazo de 15 minutos para se pronunciar e em seguida, Freitas terá duas horas para fazer sua defesa.
Logo após a defesa do prefeito, os vereadores votarão o relatório. Ainda não está definido se a votação será secreta ou aberta.
A previsão, segundo o presidente da CP, Zirley Assis, é que a sessão dure entre seis e sete horas.
Para que o mandato do prefeito seja cassado serão necessários no mínimo, dois terços dos votos da Casa, ou seja, dos nove vereadores do município, seis terão de votar pela cassação.
O vereador Juscelino de Araújo (PDT), autor da denúncia contra o prefeito na Câmara, não poderá participar da votação, em seu lugar, será convocado o suplente, Adenilson Camargo.
Dança da cadeira na prefeitura
Desde que o MPE, a Polícia Civil e a Unidade Integrada de Combate às Organizações Criminosas (Unicoc) deflagram a Operação ‘Judas’ para investigar o suposto desvio de R$ 6,2 milhões da prefeitura de Cassilândia, em 11 de abril, o prefeito da cidade já afastado do cargo três vezes.
O último afastamento, que ainda continua em vigor, foi determinado pela Justiça no dia 22 de junho, em razão de um outro processo que ele responde.
Nesse período, como o vice-prefeito, Sebastião Pereira da Silva, também foi afastado em razão da mesma investigação, a cadeira de prefeito já foi ocupada por outras três pessoas: o vereador Baltazar Soares (PSDB), o juiz da 1ª Vara da cidade, Silvio Cezar do Prado e o vereador Romão Maiorchini (PMDB).
A ‘dança da cadeira’ ocorreu na prefeitura, porque a Justiça também chegou a afastar do cargo seis vereadores da cidade, a pedido do MPE, por suspeita deles receberem do prefeito um ‘mensalinho’ de R$ 1 mil. Entre os vereadores que foram afastados estavam, o então presidente da Câmara, Baltazar Soares e o vice, Romão Maiorchini. Nesse período administrou a cidade o juiz Silvio Cezar do Prado.
Com uma liminar os vereadores afastados do cargo reassumiram suas funções, porém Baltazar Soares, ficou em um primeiro momento impedido de reassumir a presidência da Câmara, com isso, o seu vice-presidente, Romão Maiorchini assumiu o cargo e depois a prefeitura.
Na quarta-feira (8), com o fim do prazo para que o MPE apresentasse formalmente denúncia contra os vereadores, fez que com o impedimento que existia com Baltazar Soares para que ele reassumisse a presidência da Câmara, e em seguida o cargo de prefeito. Com isso, Romão Maiorchini, que vinha desempenhando a função, voltou para a presidência da Câmara.
 
 
TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto