Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 23 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Barril do petróleo fecha acima dos US$ 50 pela primeira vez

2 Out 2004 - 10h33
O barril do petróleo cru para entrega em novembro, negociado na Bolsa Mercantil de Nova York, fechou nesta sexta-feira cotado a US$ 50,12, com alta de 0,97%. Foi a primeira vez que o preço fechou acima dos US$ 50 na história da negociação da commodity em Nova York, onde passou a ser vendido em 1983.

Na casa dos US$ 50, o petróleo impulsiona o aumento dos combustíveis e dos preços de energia em todo o planeta. O barril passou o dia próximo ao fechamento de ontem (US$ 49,64), mas avançou minutos antes do encerramento do dia.

Os investidores se assustaram hoje com a acusação, feita pelo líder da organização rebelde Força Voluntária do Povo do Delta do Níger, Mujahid Dokubo-Asari, de que o governo nigeriano violou o cessar-fogo no país, acertado ontem.

Asari disse à agência de notícias Reuters que ordenou que os rebeldes ataquem a usina de gás natural na cidade de Soku se não conseguissem enfrentar as forças militares do país.

As milícias dizem lutar pela libertação do grupo étnico Ijaw. O governo do país diz que elas são, na verdade, uma gangue de contrabando de petróleo.

Os rebeldes haviam alertado as empresas petrolíferas que operam na região do delta do rio Níger --sul do país, onde se produz a maior parte dos 2,3 milhões de barris por dia da Nigéria. As empresas, apesar de retirarem pessoal das unidades de produção, ignoraram o alerta.
 
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho