Menu
SADER_FULL
sexta, 24 de maio de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Banda “Red Blues” mistura teatro e música nesta sexta na Capital

27 Jun 2007 - 10h27

O blues é um estilo musical criado por escravos negros nos Estados Unidos como válvula de escape para expressar as amarguras e dores da escravidão. Ficou conhecido pelo tom melancólico, triste e agonizante, que ao longo do tempo sofreu transformações, e incluiu outros instrumentos elétricos além dos usuais.

        

O desejo de fazer o blues ser entendido e apreciado por qualquer pessoa que tenha sensibilidade, fez surgir a banda Red Blues: a mais nova representante do gênero em Mato Grosso do Sul. Formada há um ano e meio pelos músicos campo-grandenses Roger Sedlacek – guitarra e vocal; Ricardo Agra – baixo, e Felipe Corvo – bateria, o trio já conquistou espaço nos bares e casas noturnas da Capital e no interior do Estado. Embora curto o período em grupo, há mais de dez anos os integrantes fazem parte do cenário artístico-musical. No entanto, tocar e cantar blues, que parece uma tarefa simples é o maior diferencial da Red Blues que expressa seu sentimento de paixão pela música, colocando altas doses de emoção em cada interpretação.

Com um repertório abrangente e de muito bom gosto, músicas nacionais como "Guarda Essa Canção" e "Down Em Mim", do Barão Vermelho e "Refrão de Bolero", do Engenheiros do Hawaii, ganham versão estilizada atraindo admiradores. Mas a potência musical da Red Blues é o desafio de executar canções internacionais, de onde vem grande parte das influências musicais do trio. Lendas do blues, como Robert Johnson, Eric Clapton, Jimmy Hendrix, Jeff Beck Group e Allman Brothers e artistas da nova geração como Kenny Wayne, Joe Bonamassa e Jonny Lang estão entre os modelos a serem seguidos pela banda. Clássicos do The Doors, Stevie Ray Vaughan, Lynyrd Skynyrd e Prince também são lembrados nos shows. Segundo o líder da banda, Roger Sedlacek, “Hoje, 60% do que tocamos tem referência no Govt’ Mule, com Warren Haynes, Matt Abbs e o eterno baixista Allen Woody. Apostamos no conceito destes artistas e pretendemos evoluir no estilo assim como eles. Tocamos com a alma e queremos que o público sinta isso”.

 

Para dar mais graça e suavidade a algumas canções, a soprano Jayana Gomes realiza participações especiais durante as apresentações da Red Blues. Nas músicas "Ball And Chain" (Janis Joplin) e "It Hurt So Bad" (Susan Tedeschi), Jayana não perdoa e sua voz carregada de sentimentos, emociona a quem prestigia.

 

Atualmente, os shows da banda Red Blues duram em média duas horas e meia. Seguindo um sério cronograma de trabalho, a Red Blues investe agora em um repertório inédito, e com composições próprias.

 

TEATRO BLUES – 29.06

 

Na próxima sexta-feira (29.06.07), a Banda Red Blues se apresenta no Teatro Aracy Balabanian. Com uma proposta inovadora, o evento leva ao público uma mistura fascinante: Teatro e Música. Você não pode perder!

Convites: R$10 (inteira) R$5 (meia-entrada).

 

 

Assessoria de Comunicação

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Governo dobra vagas de concurso da PF e convocações saem no fim do ano
FEMINICIDIO
Mulher é morta com 75 facadas pelo ex-marido após 25 anos de casamento
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
'Peguei meu filho e achei que estivesse morto', diz mãe de criança dopada em creche
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Confira o que tá na promoção que vai até este sábado no O Boticário em Fátima do Sul
BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Visite Bonito (MS) na baixa temporada, saiba o porquê!
FÁTIMA DO SUL - TRATAMENTO COACH
De Nova Andradina, Vanessa recupera autoestima com tratamento 'Coach' Célia Tenório de Fátima do Sul
CASA BOCA SUJA
morador instala placas com palavrões nos muros de casa
MACABRO
Mulher é encontrada morta ao lado de uma oferenda
AMOR AO PRÓXIMO
Acidentada e abandonada, idosa é adotada por mulher de 30 anos
TRISTEZA
Morre menina que teve o corpo queimado em tentativa de furto em oleoduto, em Duque de Caxias