SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 18 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
2 de Julho de 2004 13h00

Argentina suspende embargo à carne brasileira

A Argentina vai levantar, a partir da 0h de sábado, o embargo às importações de carne e animais suscetíveis à febre aftosa do Brasil, informou o Serviço Nacional de Sanidade Agroalimentar (Senasa) nesta sexta-feira.

O país suspendeu as compras do Brasil no dia 22 de junho, após a confirmação pelo governo brasileiro de um foco de aftosa no Pará.

De acordo com um comunicado divulgado no site do Senasa, órgão argentino, ficam liberadas as compras de carne da Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins, Rondônia e Distrito Federal.

Ontem, funcionários do governo apresentaram às autoridades sanitárias da Argentina informação detalhada sobre o surto. O chefe da Divisão de Assuntos Sanitários do Ministério de Agricultura do Brasil, Adauto Lima, ampliou a informação sobre o foco e as medidas tomadas pelo governo brasileiro para erradicá-lo.

O governo brasileiro chegou a anunciar, ontem, que a Argentina suspenderia o embargo no mesmo dia, mas as autoridades de Buenos Aires negaram essa possibilidade ao entender que a informação enviada em 23 de junho pelo Brasil era "insuficiente" para tomar uma determinação dessa natureza.

A Argentina importou nos cinco primeiros meses deste ano do Brasil cerca de 13.800 toneladas de carne de vaca, porco, frango e peru, por um valor de US$ 19 milhões. Em 2003, tinha comprado 46.300 toneladas de carnes brasileiras por US$ 51 milhões.

Nesta semana, a Rússia também retirou o embargo à carne de quase todo Brasil. As restrições foram mantidas apenas para produtos de dois estados: Pará e Mato Grosso.

 

Invertia

Comentários
Veja Também
MBO_SEGURANÇA_300
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
REINO_MATRÍCULAS_2017
Últimas Notícias
  
FORTALEZA
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.