MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 17 de Outubro de 2017
DELPHOS_FULL
8 de Outubro de 2004 07h39

1ª Cia de Guardas Mirins comemora 20 anos

A 1ª Mix de Guardas Mirins de Glória de Dourados está comemorando, no dia 10, domingo, 20 anos de fundação no município. Criada pelo prefeito José de Azevedo (PMDB), durante seu segundo mandato, a instituição nasceu com o objetivo principal de combater a droga no seio da juventude estudantil. Azevedo lembra que, “na época, pela nossa proximidade da fronteira, estávamos sendo vítimas dos traficantes formiguinhas, que disseminavam os entorpecentes entre a juventude, o que nos levou a desenvolver este projeto e criar a Guarda Mirim”.
O prefeito explica que, desde o início, a guarda atua com sistema paramilitar, com disciplina rígida, cívica, educacional e social. Possui um adequado quartel próprio, dotado de todas as condições para um excelente funcionamento. Aos integrantes, oferece assistência médico-odontológica, lazer e alimentação de ótima qualidade em seu aquartelamento.
Neste período de existência, a 1ª Mix já possui 49 oficiais nas três Forças Armadas e dois policiais Militares. Tem também, 64 profissionais liberais, de nível superior, saídos de suas fileiras. Atualmente está formando mais um médico, “com muito orgulho, um menino retirado da rua”, comenta Azevedo. Para o seu fundador, é uma instituição que deu certo e orgulha a pequenina cidade de Glória de Dourados.
A 1ª Mix de Guardas Mirins possui uma banda marcial, que já foi bi-campeã brasileira na categoria infanto-juvenil. Ainda, detém inúmeros títulos estaduais obtidos em Mato Grossos do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Paraná. José de Azevedo ressalta que a Guarda Mirim é “como um segundo lar dos jovens, com disciplina e parâmetros paramilitares, tendo como espelho a nossa gloriosa Marinha do Brasil”. Ele observa que são oferecidos aos jovens variados cursos profissionalizantes, assistência médica e ontológica, lazer, esporte. “É importante destacar o estudo de música desenvolvido no local que, acoplado à disciplina e à ordem, desperta o civismo no seio da juventude. Sem dúvida, a Guarda Mirim deu certo”, enfatiza Azevedo.
Com satisfação, o prefeito afirma que, nestes 20 anos, “conseguimos a proeza de banir a droga do seio da nossa juventude e os milhares de jovens, de ambos os sexos, que por ali passaram neste período, tiveram e têm uma convivência sadia e harmoniosa”. Segundo ele, todo o integrante recebe orientação, educação suplementar e formação de caráter que o torna cidadão ou cidadã útil à sociedade e à Pátria.
Recordando a história, o fundador conta que “dirigi a Guarda Mirim, como chefe do município, por 14 destes 20 anos de sua existência, começando em uma sala do Salão Paroquial, em seguida nos transferimos para o Defap e, logo depois, em 1986, ocupamos definitivamente o nosso quartel próprio, o qual nunca parou de crescer e de melhorar”. O primeiro instrutor da banda marcial foi o maestro Castilho, sargento reformado da Polícia Militar de MS. Outros passaram pelo cargo. Com o maestro Jânio foi ganho o primeiro título nacional de campeã da categoria. A partir daí, emendou uma série de conquistas memoráveis em todo o território nacional. Entre os prêmios, a banda é tricampeã nacional juvenil, título da Confederação Nacional de Bandas e Fanfarras. “Sua galeria de troféus, no refeitório do QG, é rica e muito bonita. Cada um deles, significa o árduo trabalho, a dedicação e o talento de todos. Valeu, pois a 1ª Cia. Mix de Guardas Mirins é, sem dúvida alguma, um dos maiores orgulhos da comunidade gloriadouradense e tem levado o nome do município a todos os rincões do nosso País”, reafirma Azevedo.
O prefeito argumenta que, devido a este trabalho, despertou em Mato Grosso do Sul um crescimento no número de bandas e fanfarras. “Foi o aval que faltava em nosso Estado, para este segmento cultural crescer e se desenvolver em qualidade, criando sua Federação de Bandas e Fanfarras, uma realidade bem sucedida”, aponta ele.
A Guarda Mirim, conforme a história mostra, serviu de forma marcante para encaminhar centenas de jovens a um futuro melhor. Hoje, são contabilizados oficiais nas três Forças Armadas, na Polícia Militar, outros militares subalternos, na Polícia Militar Feminina, professores, psicólogos, médicos, advogados, veterinários e outros profissionais liberais. “Mesmo aqueles que não obtiveram cursos superiores, têm excelente formação de cidadania, recebido no tempo em que passaram pela Guarda Mirim”, demonstra Azevedo.
Argumentando ser a 1ª Mis de Guardas Mirins um patrimônio da comunidade, o prefeito diz que, devido a sua idade, chega ao fim da missão, pedindo a Deus que a proteja e que seus sucessores compreendam o significado da instituição, cuidando dela e não colocando-a em mãos incompetentes, preservando como um todo, pela causa da nossa juventude. “O que mais me marcou, durante estes 20 anos, é o fato de que aqueles milhares de jovens que por ali passaram tornaram-se, pela estima, como se fossem meus filhos adotivos. Não me esqueçam, pois tampouco os esquecerei”, desabafa José de Azevedo.
 
 
Diário MS
Comentários
Veja Também
REINO_MATRÍCULAS_2017
LÉO_GÁS_300
Nossa_Lojas
Últimas Notícias
  
Nossa_Lojas
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.