Menu
SADER_FULL
segunda, 1 de março de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ALERTA METEREOLÓGICO

Entre as 20 cidades mais secas do Brasil, está Rio Brilhante e oito de MS

No ranking das cidades mais quentes, três são de Mato Grosso do Sul, sendo Corumbá, que registrou 40,3°C; Água Clara (39,2°C) e Coxim (39,1%).

31 Ago 2020 - 11h53Por Redação Fátima News

Os índices de umidade relativa do ar estão a níveis considerados estado de emergência em Mato Grosso do Sul. Das 20 cidades mais secas do Brasil, nove são do Estado.

Além disso, o Estado tem três municípios entre os mais quentes, com temperaturas acima de 40°C.

Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), neste domingo (30), Campo Grande, Costa Rica e Amambai registraram a menor umidade do Estado, de 11%, estado crítico e preocupante.

Estes foram o terceiro e quarto menores índices do país, atrás apenas de Medicilandia e Novo Repartimento, no Pará, que tiveram 7%.

Também entraram no ranking de mais secas as cidades de Água Clara, também com 11%, Cassilândia, Corumbá, Coxim, Rio Brilhante e Sonora, todas com umidade de 12%.

Além do tempo extremamente seco, o calor tem sido intenso, com temperaturas acima de 40°C em algumas regiões.

No ranking das cidades mais quentes, três são de Mato Grosso do Sul, sendo Corumbá, que registrou 40,3°C; Água Clara (39,2°C) e Coxim (39,1%).

O calor extremo e baixa umidade deixam Mato Grosso do Sul com clima de deserto e acende o alerta para os riscos de problemas de saúde.  

Conforme a coordenadora do Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), Franciane Rodrigues, a massa de ar seco continuará atuando de forma intensificada em todo o Estado e não há expectativa de chuva até, pelo menos, o dia 15 de setembro.

Temperaturas continuam elevadas na semana, oscilando entre 17°C e 41°C. Em Campo Grande, mínima prevista é de 20°C e máxima de 36°C.

Todo o Estado está em alerta de perigo, emitido pelo Inmet, devido à baixa umidade. Conforme o aviso, com a variação entre 20% e 12% há risco de incêndios florestais e à saúde.

Alguns problemas causados pelo tempo extremamente seco são ressecamento da pelo, desconforto nos olhos, boca e nariz e dores de cabeça.  

Recomendações para amenizar os problemas são evitar exposição ao sol nas horas mais secas do dia, umidificar ambientes, usar hidratante para pele e lábios. Atividades físicas não são recomendadas. 

Com informações do Correio do Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS - UNIGRAN
Começou o atendimento as mulheres com exames gratuitos na UNIGRAN, faça o agendamento via WhatsApp
ALERTA EPIDEMIOLÓGICO
'Já está circulando', diz Saúde sobre nova cepa do coronavírus e MS poderá ter mais restrições
AÇÕES CONTRA NOVA VARIANTE
SES inicia tratativas para evitar que nova variante do coronavírus chegue no Estado
LUTO NO JORNALISMO
LUTO NO JORNALISMO: Morre fotojornalista do Correio do Estado, Valdenir Rezende
LUTO NA MÚSICA
Sambista, ela era um dos principais nomes da música morre de Covid aos 49 anos
Até na chuva clamor por médico é realizado - Crédito: Reprodução Facebook LUTA PELA VIDA
COM COVID, Médico em estado grave recebe orações diárias em frente a hospital em MS
DIAS TERRÍVEIS
'Vamos viver dias terríveis': MS chega a média de 850 casos por dia e internações aumentam
DOURADOS - UNIGRAN
Com exames gratuitos para mulher, UNIGRAN recebe Unidade Móvel do Hospital de Amor em março
TOQUE DE RECOLHER
Governo prorroga toque de recolher e restrições seguem até 12 de março
AÇÕES DO GOVERNO MS
Parceria vai levar assist. documentação e benef. para 8 comunidades ribeirinhas na região pantaneira