Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 25 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ALVORADA
política

PT oficializa Lula como 'cabo eleitoral de luxo' de Dilma

3 Mai 2014 - 07h14

Com um discurso na contramão do “Volta, Lula”, mas com o ex-presidente na figura de cabo eleitoral de luxo, o Partido dos Trabalhadores (PT) oficializou em seu 14º Encontro Nacional, na noite desta sexta-feira, a presidente Dilma Rousseff como única pré-candidata da sigla à sucessão presidencial de outubro. O encontro aconteceu no Centro de Convenções do Anhembi, zona norte de São Paulo, e reuniu militantes de todo o País, além de ministros, governadores, prefeitos, partidos da base aliada e centrais sindicais.

Em quase uma hora de discurso, Dilma fez críticas ao modelo de governo defendido por seus adversários na campanha e, sem citar nomes, definiu que eles representam um passado “que colocou o Brasil de joelhos” à medida em que se “vendeu o patrimônio” nacional e se “varreu a corrupção para debaixo do tapete”.

publicidade

A presidente foi precedida no evento por Lula, de quem é afilhada política e do qual ouviu a promessa de engajamento na campanha. “Não existe outro candidato, que não a Dilma, nesse partido”, enfatizou o ex-presidente, segundo o qual, após uma série de viagens internacionais previstas pela África e Europa, nas próximas semanas, ele estará “por conta da campanha”. “Temos um jogo mais ou menos garantido, mas não podemos dizer que ele será fácil”, alertou Lula.

Dilma salientou, por mais de uma oportunidade, o “compromisso” entre ambos. Apontou Lula como liderança política à qual dirige “respeito e carinho” e classificou a oficialização da própria pré-candidatura como “mais uma prova forte e contundente da nossa confiança mútua e dos laços fecundos que nos uniram e nos unem ao povo”.

“Foi o compromisso com o povo brasileiro que nos uniu, e esse compromisso é inquebrantável”, definiu a presidente.

"Engaveta-se muito", diz Dilma sobre antecessores
Durante o discurso, durante o qual demonstrou emoção em ao menos três oportunidades, Dilma enalteceu números e programas sociais do antecessor e de seus pouco mais de três anos e quatro meses de governo. Exaltou o Mais Médicos, prometeu uma terceira etapa do Minha Casa, Minha Vida e fez um balanço do Bolsa Família. Por outro lado, não citou nominalmente o escândalo da Petrobras, tampouco petistas históricos como José Dirceu e José Genoino, presos por crime de corrupção no mensalão, mas acusou a oposição de, em gestões passadas à do PT, evitarem investigações de ilícitos.

Presidente confere cartaz de militante pró Dirceu e Genoino durante o discurso
Foto: Janaina Garcia / Terra

“Os governos do PT foram os que mais combateram e combatem a corrupção. Antes, engavetava-se muito. Eu nunca vou admitir mau feito”, afirmou, para completar: “O que envergonha um país não é apurar, nem investigar, nem mostra (o que está errado), mas não combater e varrer tudo para baixo do tapete, como se fazia”, criticou.

Para Lula, "há algo pessoal" contra condenados do mensalão
Lula, por sua vez, sugeriu que a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar negócios da estatal de petróleo teria finalidade eleitoral e definiu: “parece que há algo pessoal contra o Genoino, o Dirceu, o Delúbio (Soares), o João Paulo (Cunha)”, afirmou, para destacar que a mesma atenção não é dada, por exemplo, ao escândalo do mensalão mineiro.

Durante o ato, Dirceu e Genoino foram lembrados pela militância petista aos gritos de “guerreiro do povo brasileiro” e em cartazes. Em um deles, exposto por um militante à frente de Dilma, enquanto ela discursava, havia as fotos dos dois condenados do mensalão e a mensagem “Presentes!”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governo de MS entrega veículos para potencializar produção de erva-mate na faixa de fronteira
JATEÍ - 100% DE ASFALTO NO DISTRITO
Obras de drenagem antecipam 100% de asfalto no distrito de Nova Esperança em Jateí
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Governador entrega novo quartel do Corpo de Bombeiros e visita obras de pavimentação asfáltica
LUTO DE 3 DIAS EM MS
Governo de MS decreta luto de três dias por morte de ex-deputado Roberto Orro
GLÓRIA DE DOURADOS - MESA DEFINIDA
GRUPO FECHADO: Formada mesa para comandar os trabalhos no biênio 2021/2022 em Glória de Dourados
GOVERNO PRESENTE EM DOURADOS
GOVERNO PRESENTE: Obra do acesso do Aeroporto à BR-463 contempla pedido de Barbosinha em Dourados
EDUCAÇÃO NA PANDEMIA
Protocolo de Volta às Aulas da Rede Estadual prevê ensino híbrido em 2021
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Unidades de resgate entregues aos bombeiros são as mais modernas do Brasil, afirmam militares
BLOCO NÃO GANHEI
69 candidatos formam 'bloco do não ganhei' e pedem recontagem em MS
AÇÕES DO GOVERNO DE MS
Em nova parceria, Estado e bancada federal entregam unidades de resgate para 05 cidades de MS