Menu
SADER_FULL
sábado, 11 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
CARCERE PRIVADO

Refém da irmã, deficiente faz foto com ‘x’ na mão para avisar a família em MS

Mantida em cárcere por um ano, mulher foi resgatada pelo Programa Mulher Segura da PM

26 Jun 2020 - 08h00Por Midiamax

Com um sinal “x” na mão, uma mulher de 39 anos pediu ajuda após ser mantida em cárcere por um ano pela própria irmã. A vítima tem deficiência auditiva e mora também com a filha de três anos. As duas foram resgatadas pelo Promuse (Programa Mulher Segura) da Polícia Militar. Esse foi o primeiro caso atendido em Campo Grande da campanha “Sinal Vermelho para a Violência Doméstica”.

De acordo com as informações de policiais do Promuse, a mulher mora com a irmã no bairro Nova Lima, em Campo Grande e, na manhã desta quinta-feira (25), procurou ajuda da filha, que mora na cidade de Aquidauana.

“Sabendo da campanha, como ela não poderia ir a uma farmácia, conseguiu se esconder no quarto e mandou a foto com o símbolo para a filha”, explicou Gizele Guedes Viana, sargento do 1º BPM de Campo Grande.

A família da mulher procurou a polícia de Aquidauana, que acionou o Promuse em Campo Grande. “Fomos até a casa, onde ela relatou toda a violência em libras e foi resgatada junto com a filha de três anos”, afirmou Gizele.

Conforme a denúncia, a vítima era obrigada a fazer todos os afazeres domésticos da casa, também era proibida de sair de casa e, muito menos, ir ao médico. A mulher sofria ofensas, humilhações, também era constrangida pelo cunhado e a irmã, que não tinham pudor com questões intimas do casal.

A vítima e a filha de três anos foram retiradas da casa e levadas para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) em Campo Grande, que tomará as medidas necessárias. O caso será investigado.

“Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica”

Refém da irmã, deficiente faz foto com 'x' na mão para avisar a família em MSCom um “x” desenhado nas mãos ou em um papel, vítimas de violência doméstica, podem denunciar o crime em farmácias de Campo Grande. Ao mostrar o sinal, o atendente do local aciona a polícia para prestar apoio à vítima.

A campanha “Sinal Vermelho para a Violência Doméstica” foi criada pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e a AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) no último dia 10 de junho. A iniciativa tem como foco ajudar mulheres em situação de violência a pedirem ajuda nas farmácias do país.

“O objetivo da campanha é oferecer um canal silencioso, permitindo que essas mulheres se identifiquem nesses locais e, a partir daí, sejam ajudadas e tomadas as devidas soluções. É uma atitude relativamente simples, que exige dois gestos apenas: para a vítima, fazer um X nas mãos; para a farmácia, uma ligação”, disse a coordenadora do Movimento Permanente de Combate à Violência Doméstica do CNJ, conselheira Maria Cristiana Ziouva.

O protocolo é, de fato, simples: com um “X” vermelho na palma da mão, que pode ser feito com caneta ou mesmo um batom, a vítima sinaliza que está em situação de violência. Com o nome e endereço da mulher em mãos, os atendentes das farmácias e drogarias que aderirem à campanha deverão ligar, imediatamente, para o 190 e reportar a situação. O projeto conta com a parceria de 10 mil farmácias e drogarias em todo o país.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Jovem de 19 anos morre após ser atingido na cabeça por peça de elevador de 20kg
COVID-19 EM PRESÍDIO
Por videoconferência, preso alerta sobre caso de coronavírus em presídio de Campo Grande
DEODÁPOLIS - POLÍCIA
Criminoso roubou 02 motos no mesmo dia e com diferença de minutos em Deodápolis
AÇÕES DEPUTADO BARBOSINHA
Guarda Mirim recebe mais de R$ 300 mil da emenda de Barbosinha para sede própria
DOENÇA DO SÉCULO
Policial é encontrado morto com sinais de ter suicidado em Campo Grande
VIDEO - TRAGÉDIA
Ultrapassagem e cerração mata 3 pessoas em acidente com explosão de três carretas em MS
TRAGEDIA NA RODOVIA
Acidente entre utilitário e caminhão deixa três mortos em MS
GLÓRIA DE DOURADOS - COBRANÇA
Prefeitura ignora laudo pericial que garante insalubridade aos Agentes ACS em Gloria de Dourados
TRAGEDIA NA RODOVIA
Acidente ao desviar de uma anta mata três pessoas morrem em colisão entre van e carreta na MS-040
CRUELDADE
Homem descobre que bebê de 2 meses não é sua filha e mata criança por vingança em MS