Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 30 de julho de 2021
Busca
Jateí - crime ambiental

PMA autua empresa de aviação agrícola em R$ 54 mil por aplicação irregular de agrotóxicos em Jateí

Uso de aviões em um canavial de uma usina sucroalcooleira de Ivinhema

20 Set 2014 - 09h15Por PMA

Policiais Militares Ambientais de Dourados foram a uma empresa de aviação agrícola em Jateí, em razão de denúncias, de que moradores da Gleba Nova Esperança, localizada naquele município, haviam passado mal depois de aplicação de agrotóxicos pela empresa com usos de aviões em um canavial de uma usina sucroalcooleira de Ivinhema no dia 14 deste mês.

Diante da confirmação dos fatos, em que habitantes confirmaram que tiveram náuseas, vômitos e irritação na garganta, devido a resíduos do agrotóxico lançado pelos aviões, a PMA autuou a empresa em R$ 54 mil.

Os responsáveis pela empresa responderão por crime ambiental, previsto pelo artigo 56 da Lei 9.605/1998 de: produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos.  Se condenado, poderá pegar pena de um a quatro anos de reclusão.

Normas para utilização de  agrotóxicos

Lei 7802/89 – Artigo 6º § 2º Os usuários de agrotóxicos, seus componentes e afins deverão efetuar a devolução das embalagens vazias dos produtos aos estabelecimentos comerciais em que foram adquiridos, de acordo com as instruções previstas nas respectivas bulas, no prazo de até um ano, contado da data de compra, ou prazo superior, se autorizado pelo órgão registrante, podendo a devolução ser intermediada por postos ou centros de recolhimento, desde que autorizados e fiscalizados pelo órgão competente.

§ 4o As embalagens rígidas que contiverem formulações miscíveis ou dispersíveis em água deverão ser submetidas pelo usuário à operação de tríplice lavagem, ou tecnologia equivalente, conforme normas técnicas oriundas dos órgãos competentes e orientação constante de seus rótulos e bulas.

 § 5o As empresas produtoras e comercializadoras de agrotóxicos, seus componentes e afins, são responsáveis pela destinação das embalagens vazias dos produtos por elas fabricados e comercializados, após a devolução pelos usuários, e pela dos produtos apreendidos pela ação fiscalizatória e dos impróprios para utilização ou em desuso, com vistas à sua reutilização, reciclagem ou inutilização, obedecidas as normas e instruções dos órgãos registrantes e sanitário-ambientais competentes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUARDIÃO DO VALE DO IVINHEMA
Polícia Militar faz a entrega de mais de 500 cobertores no Vale do Ivinhema
FÁTIMA DO SUL - TRISTE NOTÍCIA
Corpo da jovem Emily que perdeu a vida em acidente será velado e sepultada em Fátima do Sul
A CASA CAIU
Mulheres se unem e surram "valentão" flagrado agredindo ex no meio da rua
EXECUÇÃO
Casal é morto com 35 tiros na fronteira do Paraguai e pistoleiros deixam bilhete: 'Favor não roubar'
Governador Reinaldo Azambuja destacou viés social do programa Ilumina Pantanal (foto: Edemir Rodrigues) AÇÕES DO GOVERNO DE MS
MS é referência nacional em energia renovável, diz ministro de Minas e Energia
CRUELDADE
Soldado morto em espancamento brutal e deixa três filhos pequenos
TENTATIVA DE ASSASSINATO
Jovem é surpreendido a tiros em frente à porteira de propriedade rural em MS
IMPRUDÊNCIA
Adolescente de 13 anos morre ao ser atropelado e revolta moradores de Dourados
FOTO: DIRETO DAS RUAS / PONTA PORÃ INFORMA CRIME
Casal é executado enquanto comemorava aniversário
MAIS SEGURANÇA NO MS
Governador anuncia mais 200 viaturas para polícias de MS; 'sensação de segurança', dizem policiais