Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 18 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
EM FLAGRANTE

Ladrão é preso após furtar loja de perfumes no centro de Caarapó

O furto teria acorrido as 3h da madrugada e a ação do marginal durou menos de 1 minuto

4 Jul 2022 - 09h38Por Portal do MS

A  Polícia Militar de Caarapó prendeu na manhã deste domingo (3), o indivíduo Rodrigo de Souza Branquinho, de 42 anos. Ele é acusado de furtar a Loja Yes Cosmetics, localizada na na Avenida XV de Noventro, área central.

O furto teria acorrido as 3h da madrugada e a ação do marginal durou menos de 1 minuto, o que foi o suficiente para deixar prejuízo estimado em mais de R$ 1,700,00 em mercadorias. Ele quebrou com uma pedra a vidraça da porta da loja de perfumes Yes!

Após checagem no circuito de câmeras internas da loja, os proprietários localizaram o indivíduo por volta das 6h da manhã tentando vender os produtos na região da Vila Planalto. Eles acionaram a Polícia Militar, que se deslocou até o local e prendeu o acusado em flagrante.

Rodrigo de Souza Branquinho é morador de Dourados e é um velho conhecido no meio policial, por se deslocar da sua cidade para praticar furtos em Caarapó.

O delegado de Polícia Civil, Silvio Ramos Pereira, pediu a prisão preventiva do marginal, que foi concedida pela Justiça.

Leia Também

ASSUSTADOR
VÍDEO mostra tempestade com granizo e alagamentos em Maracaju
829808a2ee7f6af0eb31f88bade1ed0a GRANIZO
Chuva de granizo chega na fronteira e deixa moradores no prejuízo
INFANTICÍDIO X SUICÍDIO
Mãe é encontrada morta após assassinar bebê de um ano e 6 meses
PLANTÃO POLÍCIA
Mulher é rendida na saída de hospital e perde R$ 5 mil
Imagens: Divulgação - WhatsApp Nova News INCENDIO
Casa é destruída por fogo após queda de raio em MS
TRÁGICO ACIDENTE DE TRABALHO
Trabalhadores morrem soterrados após desmoronamento de terra em obra
EXECUÇÃO
Homem é executado com 12 tiros na frente da mulher e do filho no MS
ACIDENTE FATAL
Líder de sindicato rural morre em acidente entre picape e camionete no MS
HOMOFOBIA
Gilberto Barros é condenado a dois anos de prisão por homofobia
VANDALISMO
Brasileiro com oito esposas tem casa pichada: 'Família do demônio'