Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Zeca do PT avaliza Valter Pereira como coordenador de Dilma em MS

19 Jul 2010 - 14h37Por Fátima News com assessoria

Ao receber a declaração de apoio e voto em sua candidatura ao governo do estado, em ato promovido por  peemedebistas de Dourados e região, o candidato Zeca do PT agradeceu e reiterou que não tem o partido como adversário. Segundo Zeca, o PT e  o PMDB estão unidos em nível nacional em defesa das candidaturas de Dilma Rousseff e Michel Temer para presidente e vice-presidente da República.

 

 

“Nós respeitamos o PMDB, teve um papel estratégico na viabilidade do governo Lula, é sucedâneo do MDB que foi o mais importante partido na reconquista da democracia, na derrota da ditadura. Minha disputa é com uma pessoa que desrespeita o próprio PMDB, é contra a arrogância, a soberba, o autoritarismo. Disse isso para as dezenas de lideranças que estavam na reunião”, afirmou Zeca.

 

 

O candidato também anunciou que viaja na próxima quarta feira para Brasilia, quando se reúne  com o presidente nacional do PT, Zé  Eduardo Dutra, e à  coordenação nacional da  candidata a presidente Dilma Rousseff, e  levará seu aval para que  o senador  Valter Pereira seja o coordenador da campanha “da nossa candidata  e de Michel Temer no Mato Grosso do Sul”.

 

 

Zeca viaja na próxima semana a Brasília para tratar deste e de outros assuntos relativos à campanha.

 

 

Ainda no ato público peemedebista de apoio a sua candidatura, Zeca do PT sinalizou que  no governo  democrático e de coalização que quer montar tem espaço para o “ PMDB do bem que sempre  colaborou com o processo de redemocratização e tem hoje no Valter Pereira,  sua grande lideranças, além de diversos vereadores, prefeitos e ex-prefeitos, que não agüentam e nem concordam  mais com o ranço  do autoritarismo”.

 

 

 “Nós respeitamos o PMDB, teve um papel estratégico na viabilidade do governo Lula, é sucedâneo do MDB que foi o mais importante partido na reconquista da democracia, na derrota da ditadura. Minha disputa é com uma pessoa que desrespeita o próprio PMDB, é contra a arrogância, a soberba, o autoritarismo. Disse isso para as dezenas de lideranças que estavam na reunião”, afirmou Zeca.

 

 

O apoio a Zeca dos peemedebistas de Dourados e região se soma ao de dirigentes e filiados a vários outros partidos que estão formalmente coligados com André Puccinelli, mas que não reproduzem nas bases essa aliança. Na segunda maior cidade do Estado, Zeca já recebeu também apoios de políticos do DEM, do PR, do PTB, entre outros.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada