Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 13 de junho de 2021
Busca
Brasil

Veja os dez produtos que mais subiram neste ano, segundo o IBGE

13 Out 2009 - 09h05Por G1

Desde o início do ano, os gastos dos brasileiros subiram 3,21% – essa é a variação acumulada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O indicador, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é considerado a “inflação oficial” do país, porque é usado pelo governo para calcular a meta de inflação.

Alguns itens, no entanto, subiram muito mais do que essa variação. É o caso da manga: a fruta, campeã de alta entre janeiro e setembro, já ficou 66,98% mais cara. Dos dez itens que mais subiram este ano, aliás, nove são alimentos, segundo o IBGE. O único “intruso” nessa lista é o cigarro, cuja alta, de 27%, veio na esteira da elevação de impostos sobre produto, decidida pelo governo em abril.

 

 VEJA A LISTA DOS DEZ ITENS QUE MAIS SUBIRAM ESTE ANO
 Item  Variação (%)
 Manga  66,98
 Açúcar cristal  52,36
 Alho  42,68
 Batata-inglesa  39,45
 Açúcar refinado  35,84
 Mamão  30,54
 Melão  28,31
 Sal refinado  27,06
 Cigarro  27,00
Peixe-anchova 26,86

Fonte: IBGE

 

Segundo Eulina Nunes, coordenadora do índice de preços do IBGE, a grande variação dos preços dos produtos alimentícios é explicada, em grande parte, pela sazonalidade desses itens, que estão em entressafra. “Esses produtos têm grandes chances de não fechar o ano assim, porque por acaso nesse período (avaliado) estão em alta”, explica.

Ela aponta, no entanto, que o açúcar é uma exceção: “O açúcar é um problema do mercado internacional. Houve quebra de produção na Índia, e o Brasil está abastecendo grande parte do mundo."

Eulina destaca ainda que a grande maioria desses produtos não é relevante em termos de despesa, ou seja, têm pouco peso na formação do IPCA. “São produtos que você não gasta nada com eles. Se você gasta R$ 500 com colégio, e aumenta 100%, você vai passar a gastar R$ 1 mil. Mas se o mamão subir 100%, ele vai passar de R$ 0,50 para R$ 1. Ele não tem importância no orçamento das famílias. Por isso que quando se faz a lista da maior para a menor [variação de preço], são os produtos sazonais que aparecem no topo”, explica.

Por conta disso, itens com altas menores têm, muitas vezes, impacto maior sobre a inflação, como mostra a tabela abaixo:

 

VEJA OS DEZ ITENS COM MAIOR IMPACTO SOBRE A INFLAÇÃO ESTE ANO
 Item  Variação (%)  Contribuição (pontos percentuais)
 Cursos formais  5,94  0,28
 Refeição  6,28  0,26
 Empregado doméstico  7,99  0,26
 Cigarro  27,00  0,23
 Ônibus urbano  5,33  0,20
 Produtos farmacêuticos  6,09  0,17
 Plano de saúde  4,68  0,16
 Aluguel residencial  5,77  0,16
 Leite pasteurizado  14,24  0,14
 Energia elétrica residencial  4,08  0,13

Fonte: IBGE

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta