Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 24 de novembro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ALVORADA
Brasil

Senador boliviano presta depoimento hoje à Justiça brasileira

11 Set 2013 - 14h01Por Agência Brasil

O senador boliviano de oposição Roger Pinto Molina, de 53 anos, prestará hoje (11), pela primeira vez, depoimento à Justiça do Brasil desde que chegou ao país há duas semanas. O parlamentar será ouvido às 14h30, na 4ª Vara da Justiça, em Brasília. O testemunho faz parte do processo de sua retirada da Bolívia, no último dia 22, coordenado pelo encarregado de Negócios do Brasil em La Paz, Eduardo Saboia.

O advogado Ophir Cavalcante Junior, que defende o diplomata Eduardo Saboia, solicitou à Justiça o depoimento de Pinto Molina. “É muito importante ouvi-lo para que ele possa relatar tudo o que viveu nos 15 meses em que ficou na Embaixada do Brasil na Bolívia. O depoimento é fundamental para a defesa do Sr. Saboia”, disse.

Pinto Molina ficou 455 dias abrigado na embaixada. Ele foi retirado da Bolívia rumo ao Brasil, em uma operação organizada por Saboia, desencadeando uma crise diplomática. O então chanceler Antonio Patriota foi substituído por Luiz Alberto Figueiredo Machado. Em junho de 2012, o Brasil concedeu asilo diplomático ao senador, mas o governo boliviano não deu o salvo-conduto para ele deixar o país.

No Brasil há 15 dias, Pinto Molina é classificado como um “delinquente comum” pelo governo boliviano. O senador nega as acusações relativas a desvios de recursos públicos e corrupção. No total, são mais de 20 processos.

Na semana passada, esteve em Brasília uma  missão boliviana de alto nível, formada por três ministros integrantes do Ministério Público, que apresentou documentos ao Ministério da Justiça sobre os processos judiciais envolvendo Pinto Molina.

Paralelamente, Saboia é alvo de investigações de uma comissão de sindicância, formada por dois embaixadores e um auditor da Receita Federal. O grupo apura as responsabilidades do diplomata na retirada de Pinto Molina da embaixada. O ex-encarregado de Negócios é acusado de quebra de hierarquia. A defesa nega.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LIGAÇÃO FATAL
Mulher dirige falando no celular, capota carro e morre
ASSASSINATO
Policia persegue e apreende menor que matou líder do PC do B em assentamento
TRISTEZA NA FAMILIA
Menino de 4 anos morre após quebrar o pescoço durante brincadeira
ALTA NO PREÇO
Bolsonaro diz que alta nos preços dos alimentos é consequência do "fique em casa"
CORONAVIRUS
UFPR confirma que dois cachorros testam positivo para coronavirus
AUXILIO POPULAÇÃO
Ala política defende prorrogar auxílio emergencial, mas Bolsonaro ainda não decidiu
DIAGNÓSTICO COMPROMETIDO
Bolsonaro diz que estados e municípios devem explicar testes de Covid sem uso prestes a vencer
FENÔMENO DA NATUREZA
Meteoro explode sobre a fronteira do RS com o Uruguai; veja imagens
PANDEMIA
Brasil acumula 6,07 milhões de casos e 169 mil mortes por covid-19
VENDA DE CARROS
A venda de carros novos continua crescendo