Menu
SADER_FULL
segunda, 10 de agosto de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

Santos empata e tem duas baixas para decisão

3 Mai 2007 - 08h18

Com um homem a menos desde o começo do segundo tempo, o Santos acabou sofrendo o empate para o Caracas, por 2 a 2, fora de casa, nesta quarta-feira, e perdeu o aproveitamento de 100% na Copa Libertadores 2007.

A equipe alvinegra ainda teve duas baixas para a decisão do Campeonato Paulista, contra o São Caetano, no próximo domingo. Dênis e Antônio Carlos sofreram graves lesões no joelho esquerdo e devem ficar afastados do gramado durante um bom tempo.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro. O Santos joga por um empate sem gols ou por 1 a 1, em casa, para garantir uma vaga nas quartas-de-final.

O time santista não sentiu a pressão de jogar fora de casa e começou a partida em cima do Caracas. Logo a 2min, Cléber Santana ajeitou para o meio e soltou a bomba. A bola explodiu no travessão de Toyo.

No minuto seguinte, a equipe alvinegra sofreu a primeira baixa. Dênis escorregou no gramado, depois de receber drible, e ficou sentindo uma lesão no joelho esquerdo, preocupando seus companheiros. Sem condições de voltar, o lateral foi substituído por Dionízio.

Mesmo assim, o time brasileiro seguia melhor. Aos 9min, Marcos Aurélio tabelou com Rodrigo Souto e recebeu na frente. O atacante deu um leve toque, tentando deslocar o goleiro, e mandou para fora.

De tanto tentar, o Santos acabou abrindo o placar aos 15min. Kléber cruzou na entrada da área para Marcos Aurélio que não chegou. A zaga do Caracas não afastou e a bola sobrou para Zé Roberto, livre, bater cruzado e abrir o marcador.

Após o gol, a equipe alvinegra diminuiu o ritmo e viu o Caracas crescer na partida. Aos 31min, após cobrança fechada na área santista, o zagueiro Marcelo cortou antes de Fábio Costa, de cabeça.

Seis minutos mais tarde, o time venezuelano desperdiçou sua melhor chance no primeiro tempo. Velásquez arriscou bom chute da entrada da área e a bola passou raspando o travessão.

Antes de terminar a primeira etapa, o Santos ainda perdeu mais um jogador por lesão. Antônio Carlos pisou de mal jeito no gramado e também saiu com uma contusão no joelho esquerdo, sendo substituído por Ávalos.

Precisando de um resultado bom dentro de casa, o Caracas voltou para o segundo tempo pressionando. Logo no primeiro minuto, González fez cruzamento rasteiro na entrada da pequena área e Fábio Costa caiu para fazer a defesa.

O time venezuelano seguia crescendo na partida. Aos 5min, Ávalos bateu a cabeça com Escobar na meia-lua. Na cobrança de falta, Rey soltou a bomba no canto esquerdo e Fábio Costa fez defesa sensacional, salvando o gol de empate.

A pressão da equipe rubra acabou fazendo efeito. Dionízio cometeu falta feia em Rojas e recebeu o cartão vermelho, após tomar o segundo amarelo. Após muito demora, Velásquez cobrou a falta, a barreira abriu e a bola entrou no canto direito de Fábio Costa.

O gol animou ainda mais a equipe da Venezuela, que seguiu em busca da virada. Aos 14min, Velásquez recebeu nas costas de Ávalos e bateu forte no alto. A bola saiu por cima do travessão.

Porém, mesmo com um jogador a menos, o Santos conseguiu segurar a pressão, mantendo a posse de bola, e foi recompensado aos 18min. Kléber pegou sobra da defesa do Caracas e colocou no ângulo direito de Toyo, marcando um belo gol.

A desvantagem no placar foi uma ducha de água fria no time do Caracas, que era melhor na segunda etapa. Mesmo com um homem a mais, a equipe venezuelana mostra afobação na hora de finalizar.

Aos poucos, o time venezuelano foi se acalmando e passou a pressionar a cansada equipe santista. Aos 32min, Carpintero cabeceou de costas para o gol e exigiu outra grande defesa de Fábio Costa, que tirou com um tapa na bola.

O Caracas acabou conseguindo o empate aos 40min. Confusão na área santista. A bola ficou com Vielma, que bateu cruzado. A bola desviou na zaga e entrou no canto direito.

O Santos ainda tentou ficar novamente em vantagem com boas oportunidades de Rodrigo Tabata e Rodrigo Souto no final do jogo, mas a partida acabou mesmo empatada.

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESESPERO
Áudio mostra paciente que morreu com a Covid-19 implorando para ser entubada
SEQUESTRO
Pai é morto pela polícia ao ameaçar matar filha de três anos em milharal
BORA PRA BONITO - MS
Porque ir a Bonito MS?
VITIMA DA COVID 19
“Peguei essa doença fazendo o que amo”, escreveu médico de 32 anos que morreu de Covid-19
POLÊMICA
Fantástico detona secretário de Saúde por usar kit covid em MT
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Mãe vai à igreja e filho de 21 anos estupra irmã de 8
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Linha de cuidados pessoais do Boticário traz produtos com Vitamina E e D-Pantenol, confira aqui
SURTO DA MACHADINHA
Empresário acusado de ameaçar prefeito 'peita' policiais penais e leva três tiros
AMEAÇAS DE MORTE
Empresário agride segurança e tenta invadir casa do prefeito
SAQUE EMERGENCIAL
FGTS emergencial: liberados novos saques para trabalhadores nascidos em julho