Menu
SADER_FULL
segunda, 27 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Preso servidor que matou professor em Camapuã

25 Nov 2009 - 17h03Por Mídia Max

 

O servidor municipal Edilson Ribeiro da Silva, 21, foi preso há pouco quando se apresentou ao delegado Wallace Borges na cidade de Camapuã, distante 134 quilômetros de Campo Grande, por ter assassinado no dia 15 de novembro uma das pessoas mais conhecidas do município, o professor de matemática Divani Rodrigues da Silva, 52. A polícia suspeita de crime de homofobia.

A vítima era homossexual, recebe homenagens dos alunos na página do Orkut na comunidade ‘Eu estudei com o Diva’ que conta com 303 pessoas.

Edilson Silva teria confessado ao delegado que matou o ex-professor. Segundo o suspeito, na noite de crime, um domingo, ele foi até a casa de Divani Silva por volta da meia-noite para pegar R$ 100, mas foi assediado e por conta disso, teria reagido com agressão física. O professor levou pancadas de barra de ferro e depois foi amarrado e enforcado.

Para a polícia o caso foi elucidado, mas faltam ainda as provas científicas.

O delegado explica que foi encontrado no lixo da casa uma camisinha com resquício de esperma. Os peritos de Campo Grande analisam o material. Conforme Borges, será coletado ainda o sangue de Edilson Silva.

“Temos informação de que estavam no inicio de uma relação amorosa. É preciso esclarecer o real motivo. Edilson estava em Naviraí e pedimos para ele se apresentar. Hoje, ele veio até a delegacia. Já pedi a prisão temporária, mas devo pedir a preventiva também”.

Homofobia

17 de maio é o Dia Mundial Contra a Homofobia. Mas, no Brasil, o projeto de lei que define que homofobia é crime não foi aprovado.

Trata-se do PL nº 122/06, da deputada petista Iara Bernardi, que apenas acrescenta a discriminação à orientação sexual do rol de crimes estabelecidos pela lei do racismo e detalha como se dá a homofobia e como ela deverá ser punida.

O primeiro artigo é irretocável: "Define os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero". Ele já foi aprovado pela Câmara, mas está no Senado desde dezembro de 2006.

Hoje em Campo Grande, a travesti Rui Manoel Gonçalves, 43, foi encontrada morta. Ela teve o corpo todo incendiado.

A presidente da Associação das Travestis de Mato Grosso do Sul resume o que significa a homofobia.

“Como neste caso (morte de Rui), não bastou matar, mas também queimaram”.

Professor Divani deixou saudades para os alunos que criaram comunidade para ele no Orkut

Em Mato Grosso do Sul este ano já foram mortos 11 homossexuais. A falta de elucidação dos casos tem sido um dos problemas enfrentados.

A presidente da ATMS explica que qualquer caso de violência é um ato de brutalidade que deve ser repudiado. Nos casos de homofobia, há um maior requinte de crueldade, diz.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore
COVID-19
Ministra de Bolsonaro testa positivo para Covid e cancela agenda em Nova Andradina
ASSUSTADOR
Homem encontra boneca na parede com bilhete misterioso: "obrigada por me libertar"