Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 26 de julho de 2021
Busca
Brasil

Presença de Lula em 3 comícios de Dilma custou R$ 344 mil

1 Set 2010 - 18h01Por Folha Online

A participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em eventos para pedir votos para sua candidata à Presidência, Dilma Rousseff (PT), tem custado, em média, R$ 114 mil ao PT.

A Presidência da República já apresentou três faturas que totalizam R$ 344.505,97 para o partido restituir os gastos com a presença do presidente nos três primeiros comícios da campanha realizados no Rio de Janeiro, em Porto Alegre e em Guaranhus (PE). Os gastos são referentes a segurança e ao deslocamento de Lula.

O evento de Lula mais caro foi o comício de estreia na Cinelândia, zona central do Rio. O ato pró-Dilma com Lula custou ao partido R$ 118.607,44 mil. O PT pagou parte da despesa, desembolsando R$ 58 mil.

Os comícios em Porto Alegre e Garanhus custaram R$ 112.087,87 e R$ 113.810,66, respectivamente. Segundo o tesoureiro da campanha do PT, José Filippi Jr., a realização de comícios é o terceiro maior custo, perdendo apenas para produção da propaganda na televisão e de material gráfico.

O partido ainda teve que pagar R$ 1.410,72 para restituir os cofres públicos pelos gastos que garantiram a presença do presidente Lula na convenção que lançou oficialmente a candidatura da petista em Brasília, no dia 13 de junho.

A legenda gastou R$ 1.400 pelo aluguel de um carro blindado e R$ 10,72 pela gasolina usados para transporta Lula até o evento. Foram cerca de R$ 100 por quilômetro entre o Palácio da Alvorada e o local do evento em Brasília --cerca de sete quilômetros.

O governo federal é quem paga primeiro a conta das viagens em que Lula pede votos. Depois, a Secretaria de Controle Interno da Presidência, subordinada à Casa Civil, faz os cálculos dos deslocamentos aéreos e terrestres a serem reembolsados. O valor é recolhido à Conta Única da União pelo partido ou coligação, via GRU (Guia de Recolhimento da União).

Segundo a assessoria do órgão, a legislação eleitoral permite que a restituição seja feita até dez dias após o último turno. Contudo, a Casa Civil tem solicitado ressarcimentos a cada 15 dias para "melhorar o controle e o acompanhamento para ambas as partes".

ROTEIRO ELEITORAL

Ao todo, o presidente Lula já tem esteve presente em 11 atos públicos ao lado de Dilma. Até o final do primeiro turno, estão previstos pelo menos mais dez compromissos, uma média de um evento público conjunto a cada quatro dias, em média.

O presidente deve participar amanhã de um comício em Foz do Iguaçu (PR) ao lado do senador Osmar Dias, candidato do PDT ao governo. A participação de Dilma ainda não foi confirmada. A agenda da candidata está em suspenso devido à previsão de nascimento do primeiro neto da candidata, que deve ocorrer até segunda-feira.

Estava previsto um agenda em Canoas (RS), na sexta, mas foi cancelada a pedido de Lula, que teria alegado cansaço. Lula e Dilma devem voltar a dividir o palanque sábado em um evento em Guarulhos (SP).

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID 19 NO BRASIL
Brasil registra 19,68 milhões de casos de covid-19 e 549,92 mil mortes
Foto: Mycchel Legnaghi - São Joaquim online PREVISÃO DO TEMPO
Maior frio do ano? Temperaturas negativas, geada e até neve!
TRABALHO ESCRAVO
Aliciamento de crianças: família de líderes religiosos é presa em operação da polícia
ATO OBSCENO
Homem é detido após entrar nu em culto evangélico
TRAIÇÃO
Vídeo: Mulher flagra marido com travesti dentro do carro e 'pancadaria come solta'
COVID 19 NO BRASIL
Brasil tem 1 órfão por covid a cada 5 minutos: 'Pensamos que crianças não são afetadas, mas sim
SELEÇÃO OLIMPICA
Brasil ameaça passeio em estreia contra a Alemanha, mas desperdiça chance de goleada histórica
TRAGÉDIA NO RIO
Barco vira com nove pessoas matando 3 crianças e 3 adultos
REVOLTA
Mulher tem parte do rosto destruído por ataque de pitbull sem coleira; assista
FLAGRA
Vigilante descobre traição e mata amante da esposa com 3 tiros