Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 14 de junho de 2021
Busca
Brasil

Poupança capta R$ 1 bilhão em outubro; pior resultado desde abril

7 Nov 2009 - 10h20Por G1

A caderneta de poupança continuou captando recursos no mês de outubro, quando os depósitos de recursos na mais tradicional modalidade de investimentos do país ultrapassaram as retiradas em R$ 1,04 bilhão, informou nesta sexta-feira (6) o Banco Central.

Segundo a instituição, este é o sexto mês consecutivo de ingresso líquido de recursos na caderneta de poupança. Entretanto, também foi o pior resultado desde abril deste ano, quando as retiradas superaram os depósitos e R$ 941 milhões deixaram a modalidade de investimentos. Até o penúltimo dia de outubro, o saldo do mês estava negativo.

Acumulado do ano e saldo

No acumulado de janeiro a outubro de 2009, os depósitos já superam os saques em R$ 16,76 bilhões na caderneta de poupança, segundo informações do Banco Central. Em igual período de 2008, o ingresso de recursos somou R$ 11,47 bilhões.

Em outubro deste ano, o volume total de recursos depositado na caderneta de poupança ultrapassou, pela primeira vez na história, a barreira dos R$ 300 bilhões, ao totalizar R$ 302,45 bilhões. No fim de setembro, o estoque de recursos da poupança estava em R$ 299,92 bilhões, contra R$ 270,44 bilhões no fim de 2008.

Juros em queda

A entrada de investimentos na caderneta de poupança acontece na esteira do processo de queda dos juros básicos da economia. No fim do ano passado, a taxa Selic, definida pelo BC, estava em 13,75% ao ano. Após cinco quedas, está em 8,75% ao ano - um corte de cinco pontos percentuais em 2009.

Na poupança, cuja correção é determinada pela variação da taxa referencial (TR) mais 0,5% ao mês, não é cobrada taxa de administração e nem Imposto de Renda (IR). Com isso, sua atratividade frente aos fundos de renda fixa oferecidos pelas instituições financeiras ficou maior do que no ano passado. Mesmo assim, o ingresso de recursos diminuiu em outubro - na comparação com os cinco meses anteriores.

Mudanças na poupança

Preocupado com uma eventual fuga de investidores dos fundos de renda fixa, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, chegou a anunciar mudanças na tributação da poupança para 2010. A ideia era taxar aplicações acima de R$ 50 mil com uma alíquota de 22,5%.

Segundo Mantega, isso deixaria de fora os pequenos poupadores, pois dados da equipe econômica indicam que 99% dos investidores da poupança não têm saldo acima de R$ 50 mil nesta modalidade de investimentos. Entretanto, por ser impopular, a proposta não tem sido levada adiante pelo governo federal.

Expectativa de subida dos juros

Desde o fim de setembro, cresceu a percepção, no mercado financeiro, de que os juros podem subir antes do previsto no próximo ano. Isso se deve à divulgação, por parte do Banco Central, do relatório de inflação do terceiro trimestre, documento no qual a autoridade monetária prevê aumento da inflação no fim de 2010 e início de 2011, impulsionado pelos gastos públicos.

Deste modo, argumentam parlamentares e membros do governo, não haveria necessidade imediata de taxar a poupança (cuja atratividade cresce na medida em que os juros caem). Dados da Associação Nacional de Bancos de Investimento (Anbid) não revelam, até o fim de setembro, uma retirada de recursos dos fundos de investimento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta