Menu
SADER_FULL
terça, 2 de junho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Policiais federais cruzam os braços no Estado por 24h

28 Mar 2007 - 08h18

Pelo menos 300 policiais federais de Mato Grosso do Sul cruzaram os braços nesta quarta-feira em protesto contra anteprojeto de lei orgânica da Polícia Federal que reorganiza a carreira e para exigir a segunda parcela do pagamento de 30% da recomposição salarial. Em Campo Grande, eles estão reunidos desde as 7 horas em frente à Superintendência Regional da PF na Capital, onde foram colocados cartazes e faixas.

A manifestação ocorre em pelo menos 15 Estados de todo o País e, caso a categoria não tenha as reivindicações atendidas, os policiais federais devem realizar uma marcha a Brasília (DF) no dia 18 do próximo mês e ameaçam entrar em greve geral. Na última segunda-feira, os policiais tiveram uma reunião com o novo ministro da Justiça, Tarso Genro, mas não chegaram a um acordo, mantendo a decisão de paralisação.

Hoje, eles devem realizar uma nova assembléia e avaliar o movimento de paralisação. No dia 21 deste mês, os policiais federais do Estado realizaram a primeira assembléia para decidir se a categoria iria aderir ao movimento. Segundo a presidente do Sinpef/MS (Sindicato dos Policiais Federais de Mato Grosso do Sul), Cristiane do Valle, os agentes protestam contra um anteprojeto que prevê alterações na carreira dos policiais, extinguindo cargos como escrivão e papiloscopista.

Em Mato Grosso do Sul, são aproximadamente 500 policiais e, com a paralisação por 24 horas, ficam prejudicadas as emissões de certidão de antecedentes criminais, passaporte, registro de estrangeiro, além de atrapalhar o funcionamento dos aeroportos nos setores de imigração e liberação de produtos restritos. A paralisação ocorre na mesma data em que o Departamento de Polícia Federal completa 44 anos de criação.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Menino de 9 anos, acidentalmente mata irmã de 7 anos com espingarda
TRAGEDIA NA RODOVIA
Mulher gravida e marido morrem e criança fica ferida em acidente trágico
PANDEMIA CORONAVIROS
Vai ser ''um massacre'', diz ex-diretor da Saúde sobre flexibilizar isolamento
BOA NOTICIA
Bolsonaro diz que auxilio emergencial pode ter quarta parcela, mas pagando menos
PRAZO MÁXIMO
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM CORONAVÍRUS
BOLETIM: Fátima do Sul tem mais 04 casos confirmados, sobe para 69 e tem 12 pacientes recuperados