Menu
SADER_FULL
quarta, 12 de maio de 2021
Busca
Brasil

Plantio direto incrementa cultivo da soja

5 Ago 2010 - 16h00Por Agrolink

O sistema de plantio direto da soja sobre a palha é uma técnica de manejo que está consolidada em várias regiões brasileiras e traz resultados positivos em 80% das áreas agrícolas.

A experiência no Brasil começou nos anos 60 e consiste no não revolvimento do solo e no aproveitamento da palhada da colheita anterior como adubo orgânico, cobertura para controle de ervas daninhas e proteção contra a incidência de chuvas e raios solares.

Para falar sobre este assunto, o programa Prosa Rural desta semana convidou os pesquisadores da Embrapa Soja (Londrina/PR), Júlio Franchini e Henrique Debiase.

O principal benefício do plantio direto no cultivo da soja é a preservação ambiental, com a conservação do solo e a redução da erosão.

“O plantio direto tem três princípios básicos: a cobertura permanente e o não revolvimento do solo e a rotação de culturas”, destaca o pesquisador Júlio Franchini.

No Brasil, o plantio direto é adotado de forma parcial, pois o produtor utiliza pouco a técnica de rotação de culturas, o que traz uma série de problemas ao sistema, por exemplo, o aumento na ocorrência de doenças, a compactação do solo e o surgimento de plantas daninhas resistentes à herbicidas.

“Com a rotação de culturas, é possível diversificar espécies com sistemas radiculares diferentes, aumentando a produção de palha e consequente a cobertura do solo. Com isso, há maior estabilidade à produção e aumenta a produtividade da cultura”, destaca Franchini.

O pesquisador Henrique Debiase, que também participa do Prosa Rural desta semana, dá exemplos de como o agricultor pode realizar a rotação de culturas.

Ele destaca que para que ocorra a rotação é preciso alternar as espécies em uma mesma estação do ano. A primeira medida que o produtor deve tomar é definir as espécies de plantas que devem ser cultivadas.

Segundo Debiase, uma boa alternativa de rotação de culturas para a região Sul se constitui em um sistema de quatro anos, onde a soja é rotacionada com o milho no verão, sendo a soja cultivada durante três anos e o milho um ano. “Ao final de quatro anos, o milho terá sido cultivado em toda a área do produtor”, detalha o pesquisador da Embrapa Soja.

Saiba mais sobre o plantio direto e a rotação de culturas no cultivo da soja no programa Prosa Rural, programa de rádio da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O programa conta com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul