Menu
SADER_FULL
segunda, 10 de maio de 2021
Busca
Brasil

Pesquisador da Universidade do Caribe faz conferência em MS

11 Ago 2004 - 07h34
O chefe de pesquisa na Escola para Estudos de Pós-graduação e Pesquisa da Universidade do Caribe, em Kingston, capital da Jamaica, Charles Moore Wedderburn, fará amanhã, a partir das 20h30, a conferência “A Importância e a Atualidade do Ensino da História Africana para a Compreensão da Realidade Brasileira”. De cidadania cubana e jamaicana, com formação interdisciplinar em etnologia, sociologia, história, na Universidade de Paris 7, na qual obteve dois Ph.Ds – um deles Doutorado de Estado -, Moore Wedderburn é especialista em assuntos internacionais e estudioso do impacto que questões de raça, etnia e gênero exerce na sociedade.

A conferência de Moore faz parte da programação do I Fórum Estadual Educação e Diversidade Étnico-Racial – Implementando a Lei 10.639 [do ex-deputado federal Ben-Hur Ferreira] em Mato Grosso do Sul, que começa às 19h30 desta quarta-feira, no Anfiteatro da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), bloco C, em Campo Grande, e termina sexta-feira.

Moore falar, fluentemente, inglês, espanhol, português e francês. O pesquisador cubano-jamaicano foi consultor pessoal em assuntos latino-americanos do secretário-geral da Organização da Comunidade do Caribe (Caricom), Edwin Carrigton, de 1966 a 2000. Moore ocupou a mesma função na União Africana (UA), de 1982 a 1983, cujo o secretário-geral foi Edem Kodjo.

Com experiência de conferencista em universidades norte-americanas, Moore Wedderburn já morou em vários países. Viveu 15 anos na Europa (França), oito anos na África – Egito, Nigéria e Senegal – 18 anos no Caribe (Trinidad-Tobago, Guadalupe e Martinica) e fez viagens à Ásia - Filipinas e Indonésia – e à Oceania - Austrália, Papua Nova Guiné e Ilhas Fiji.

Entre 1970 e 1982, Moore seguiu carreira jornalística, como analista de assuntos latino-americanos da Agence France-Press, e analista em assuntos da África Ocidental para a Jeune Afrique. É autor de 55 artigos publicados sobre assuntos internacionais. Moore escreveu os seguintes livros: African presence in the Americas, Castro, the blacks and África This Bitch of a life, Cette putain de vie e Were Marx and Engels Racists?.
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'