Menu
SADER_FULL
domingo, 7 de março de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Pesquisa revela grande "apetite" para chocolate e peixe em MS

6 Abr 2011 - 16h04Por

A primeira pesquisa do Instituto Fecomércio em parceria com a Fundação Manoel de Barros e a Universidade Anhanguera-Uniderp traz um dado animador: a Páscoa deve movimentar R$ 59 milhões somente com a venda de chocolates em Mato Grosso do Sul. Além disso, 74% dos consumidores pretendem consumir peixe na Sexta-Feira Santa, reforçando a tradição Cristã. “É uma movimentação muito expressiva e, para o empresário, interessante observar quanto o consumidor está disposto a gastar e assim acertar na formação do estoque”, observa o presidente da Fecomércio MS e do IF, Edison Ferreira de Araújo.

A pesquisa foi feita em nove cidades de Mato Grosso do Sul: Aquidauana, Campo Grande, Chapadão do Sul, Corumbá, Dourados, Naviraí, Paranaíba, São Gabriel do Oeste e Três Lagoas. Entre elas, a movimentação apurada foi de R$ 20 milhões, apenas com chocolate, daí a projeção para todo o Estado. Os valores de intenção de compra variam de R$ 83 em São Gabriel do Oeste até R$ 33 em Dourados e Paranaíba. A média fica em torno de R$ 44 em cada presente, levemente menor do valor observado no ano passado, que foi de R$ 45. Em média, cada consumidor pretende comprar 2 presentes.

Municípios – Em Campo Grande, deverão circular R$ 11 milhões. Da PEA (População Economicamente Ativa) da Capital, 88% vão às compras de ovos de Páscoa (72%) ou chocolates (24%). Mesmo quando grande parte dos consumidores ainda não recebeu o salário de abril, eles pretendem gastar, em média, R$ 36,00 em cada presente, e a maioria, deverá comprar até dois ovos. A forma de pagamento preferida será à vista, sendo que 82% pagarão em dinheiro e 13% com o cartão de débito.

O segundo maior movimento do Estado é esperado para Três Lagoas, R$ 2,3 milhões. Ao redor de 89% da população economicamente ativa irão às compras de ovos de Páscoa (59%) ou chocolates (41%). Os consumidores pretendem gastar, em média, R$ 40,00 em cada presente, e a maioria, deverá comprar até dois ovos. A forma de pagamento preferida será à vista, sendo que 75% pagarão em dinheiro e 5% com o cartão de débito.


No segundo maior município do Estado, Dourados as vendas movimentarão R$ 2,2 milhões. Da PEA do município, 82% declararam que vão comprar ovos de Páscoa (72%) ou chocolates (26%). O desembolso médio é de R$ 33,00 em cada presente e a maioria deverá comprar até dois ovos. A forma de pagamento preferida será à vista, sendo que 89% pagarão em dinheiro e 5% com o cartão de débito

 

No caso de Naviraí são esperados R$ 1,1 milhão com as vendas. O índice de pessoas que vão às compras é o segundo maior: 91% dos entrevistados responderam afirmativamente, apontando ovos de Páscoa (59%) ou chocolates (38%). Também é alto o valor médio que pretendem gastar, R$ 54,00 em cada presente, e a maioria, deverá comprar até dois ovos. A forma de pagamento preferida será à vista, sendo que 47% pagarão em dinheiro e 9% com o cartão de débito

 

Em São Gabriel do Oeste a Páscoa movimentará R$ 845 mil. Na cidade, 93% da população economicamente ativa vão às compras de ovos de Páscoa (44%) ou chocolates (56%), o maior índice do Estado. Além disso, é também o maior gasto médio por presente, de R$ 83,00 e a maioria, deverá comprar até dois ovos. A forma de pagamento preferida será à vista, sendo que 68% pagarão em dinheiro e 2% com o cartão de débito.

 

Para Chapadão do Sul, a movimentação calculada é de R$ 412 mil. No município, ao redor de 89% da população economicamente ativa irá às compras de ovos de Páscoa (88%) ou chocolates (12%). Eles pretendem gastar em média R$ 42,00 em cada presente, e a maioria, deverá comprar até dois ovos. A forma de pagamento preferida será à vista, sendo que 91% pagarão em dinheiro e 4% com o cartão de débito.

 

Com movimentação estimada em R$ 1,5 milhão, em Corumbá 89% vão às compras de ovos de Páscoa (54%) ou chocolates (34%). A média de gasto é de R$ 40,00 em cada presente, e a maioria, deverá comprar até dois ovos. A forma de pagamento preferida será à vista, sendo que 67% pagarão em dinheiro e 10% com o cartão de débito.

 

No município de Aquidauana o comércio de chocolates deve movimentar R$ 698 mil. Na cidade, 88% da população economicamente ativa irá às compras de ovos de Páscoa (57%) ou chocolates (22%). Mesmo quando grande parte dos consumidores ainda não recebeu o salário de abril, eles pretendem gastar em média R$ 44,00 em cada presente, e a maioria, deverá comprar até dois ovos. A forma de pagamento preferida será à vista, sendo que 55% pagarão em dinheiro e 13% com o cartão de débito.

A Páscoa movimentará R$ 549 mil com vendas de chocolates em Paranaíba. Devem ir às compras 82%, seja por ovos de Páscoa (88%) ou chocolates (12%). O gasto médio será de R$ 33,00 em cada presente, e a maioria, deverá comprar até dois ovos. A forma de pagamento preferida será à vista, sendo que 95% pagarão em dinheiro e 1% com o cartão de débito

 

Forma de pagamento – Quando observado o resultado geral dos nove municípios, a forma de pagamento preferida será à vista, sendo que 75% pagarão em dinheiro, 14% com cartão de crédito e 6% com o cartão de débito. Como nos anos anteriores, houve redução no pagamento com cheque à vista ou pré-datado, com 1,5% das intenções. “O lojista estará mais seguro de eventualidades de riscos na forma de pagamento das compras”, avalia José Francisco dos Reis Neto, que ao lado de Celso Correia de Souza, coordena a pesquisa.


Celso lembra que o consumidor tem aprendido a controlar os seus gastos e comparar os preços ao longo do tempo: “Apenas 33% dos entrevistados disseram não ter possibilidade de comparar os preços dos ovos de Páscoa deste ano com os do ano passado. No entanto, 45% dos compradores indicam que os preços estão mais caros, 19% não perceberam alteração de preços e apenas 3% disseram que estão abaixo”.


Peixe e viagem – Sobre o consumo do peixe, entre os 74% que disseram que pretendem comer este tipo de carne na Sexta-Feira que antecede a Páscoa, 35% apontam preferência pelo pintado, 29% pelo pacu e 12% pelo dourado. O bacalhau é escolha de 19%


Outro dado importante é que aproximadamente 27% dos entrevistados pretendem viajar no período, aproveitando o feriado prolongado com o Dia de Tiradentes, 21, quinta-feira. Destes, 23% escolhem ir para uma fazenda ou sítio, 17% para outra cidade do interior de MS e mais de 16% das pessoas que moram no interior devem vir para Campo Grande, principalmente, aqueles que estão próximos da capital, como Aquidauana (27%) e Chapadão do Sul (60%). 30% dos corumbaenses também pretendem vir passar estes dias em Campo Grande.

Foram ouvidas 1.783 pessoas, de forma voluntária e anônima, que estavam circulando no centro ou em pontos de grande movimentação, durante os dias 21 a 24 de março de 2011.

A pesquisa de intenção de consumo da Páscoa tem o apoio do Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados, Sindicato do Comércio Varejista de Três Lagoas e do Sindicato do Comércio Varejista de Aquidauana.

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 UTI = OBITO
Ministério da Saúde prevê 3 mil mortes por dia por covid-19 nas próximas duas semanas
TRISTEZA NA FAMILIA
'Não tem UTI,amo vcs':a história por trás do tuíte viral que revela mensagens de mãe morta por covid
DISPARO ACIDENTAL
Assessor em fazenda do cantor Leonardo morre vitima de tiro acidental
VIOLENCIA DOMESTICA
Vítima de violência doméstica escreve bilhete com pedido SOS em agência bancária: 'Ele tá ai fora'
ALERTA AO CPF
Confira se o seu CPF foi usado de maneira IRREGULAR por desconhecidos
VAMOS PREVENIR
Igreja Adventista vota documento com orientações sobre cultos e reuniões
ALERTA AOS JOVENS
O que está por trás da alta das internações de jovens com covid
BRASIL EM PÂNICO
Brasil tem novo recorde de mortes por covid em 24 horas: 1.910
100 TRÉGUA
Brasil registra 1.726 mortes em 24 horas e bate novo recorde na pandemia; total chega a 257,5 mil
EXECUÇÃO NA MADRUGADA
Dona de bar é degolada e corpo encontrado nos fundos do estabelecimento