Menu
SADER_FULL
quarta, 19 de janeiro de 2022
Busca
Brasil

Pelo menos 17% da população de MS fumam diariamente

30 Nov 2009 - 09h13Por Diário MS
A Petab (Pesquisa Especial de Tabagismo), que faz parte da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) aponta que 17,6%% da população de Mato Grosso do Sul, ou 307 mil pessoas, com 15 anos ou mais, fumam diariamente. O percentual é maior que a média do Brasil, que é de 15,1%. Em MS, outros 1% da população, ou 17 mil pessoas, fumam ocasionalmente. A média do país dos que fuma ocasionalmente é maior: 2,1%. A pesquisa, feita em 2008, foi divulgada na semana passada.
O Estado com maior número de fumantes diários percentualmente é o Rio Grande do Sul, com 18%. No total, 20,7% dos gaúchos usam tabaco. O Estado com menos fumantes diários é 0 Amapá. Lá, apenas 8,2% da população usam o cigarro diariamente, porém o percentual dos que fumam ocasionalmente é alto, chegando a 5,8%. Mesmo assim o uso do fumo no Amapá é baixo, 14% no total, perdendo apenas para o Distrito Federal, onde apenas 13,4% da população geral usam algum tipo de tabaco, diariamente ou ocasionalmente.
Em MS, os homens fumam mais que as mulheres. 24,7% dos homens fumam correntemente, enquanto o percentual de mulheres é de 12,7%. A média de homens fumantes do Estado é maior que a do país, que é de 21,6%. Já a média de mulheres fumantes de MS é menor que a do país, que é de 13,1%.
O Estados com mais homens fumantes, percentualmente, são Acre, com 28,6% e Piauí , com 28,3%. O Estado com menos homens fumantes é o Distrito Federal, com 15,6%. Já o Estado com mais mulheres fumantes é o Rio Grande do Sul, com 17,2%.
Em Mato Grosso do Sul, 24,4% da população não fumante disse que foi exposta à fumaça de cigarro no local de trabalho nos 30 dias anteriores à pesquisa.Entre os fumantes, 25,7% informou que foi exposto à fumaça. O Estado onde as pessoas foram menos exposta à fumaça no trabalho foi o Amapá, com percentual de apenas 7,2%.
No MS, 79,8% dos entrevistados informou ter recebido algum tipo de informação anticigarro nos 30 dias anteriores à pesquisa. 42,3% recebeu a informação por jornais ou revistas, 74,4% pela TV ou rádio e 41,2% por outros meios. 91,5% dos entrevistados de MS disseram ter visto alguma foto ou advertência sobre os riscos do cigarro. Dos entrevistados, 64,1% disseram ter pensado em parar de fumar por causa das advertências.

BRASIL

Cerca de 24,6 milhões de brasileiros de 15 anos ou mais de idade fumavam derivados de tabaco em 2008, o que correspondia a 17,2% da população nessa faixa etária. Os percentuais de fumantes eram maiores entre os homens (21,6%), entre as pessoas de 45 a 64 anos de idade (22,7%), entre os moradores da região Sul do país (19,0%), os que viviam na área rural (20,4%), os menos escolarizados (25,0% entre os sem instrução ou com menos de um ano de estudo) e os de menor rendimento domiciliar per capita (19,9% entre os sem rendimento ou com menos de ¼ de salário mínimo).
A maior parte deles começou a fumar com 17 a 19 anos de idade, e, dentre os que fumavam diariamente, o mais comum era consumir por dia de 15 a 24 cigarros, sendo o primeiro fumado entre 6 e 30 minutos após acordar. Um fator que impactava na idade de começar a fumar era a escolaridade.
Por outro lado, a quase totalidade dos fumantes (93,0%) afirmava saber que o cigarro pode causar doenças graves, e um pouco mais da metade deles (52,1%) disse que pensava ou planejava parar de fumar, sendo que 65,0% dos fumantes informaram que as advertências nos rótulos dos cigarros fizeram pensar em parar de fumar.

Leia Também

OMICRON
Brasil dobra contágio nas 24h e registra 74,1 mil novos casos de covid-19 e 121 mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Carne e Sangue como nós
ABUSO SEXUAL
Meninas escutam mãe contando de abuso sexual e fazem relato chocante sobre tio-avô
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos de Covid-19
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Jovem morre após ser atingido por avião agrícola pilotado pelo pai
TEMPORAL - VIDEO
Forte chuva derruba árvores e deixa 23 mil pessoas sem energia
COVID NO BRASIL
Em 24 horas, as autoridades de saúde notificaram 175 novos óbitos, totalizando 620.971
TRAGÉDIA
Deslizamento de terra destroi casarão histórico em Ouro Preto MG
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai, mãe e três filhas morrem em capotamento de caminhão
BIG BROTHER
Saiba quem foram os ex-BBBs que já morreram; 3 estiveram no BBB9