Menu
SADER_FULL
segunda, 25 de outubro de 2021
Busca
Brasil

MST ameaça dar o revide para André Puccinelli

20 Out 2006 - 12h27
O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) tem cinco mil famílias preparando “planos de guerra” para colocar em prática em Mato Grosso do Sul após a posse de André Puccinelli (PMDB) no governo, em 1º de janeiro de 2007. A afirmação é de Betel da Silva, um dos coordenadores estaduais do movimento e que liderou a invasão à fazenda Macaco, no município de Angélica, na noite de terça-feira.
Betel da Silva afirmou que a invasão da propriedade de 2.500 hectares em Angélica marca o início da mudança de relacionamento do MST com o governo do Estado. Segundo ele, após oito anos de um governo “comprometido com os trabalhadores”, o MST está se preparando para travar uma “queda de braço” com um governo que promete ser “repressivo e de coação”.
O líder dos sem-terra disse que o governo André será “a direitona que defende o latifúndio”. “Estamos preparados. Vamos enfrentar o governo André. Ele ameaçou bater em trabalhador rural. Nós vamos topar a parada”, prevê Betel da Silva.
O sem-terra promete, em caso de mandado de reintegração de posse da fazenda Macaco, resistir a ordem judicial. Segundo ele, as 500 famílias ligadas ao MST e à FAF (Federação da Agricultura Familiar) estão dispostas a permanecer na área. “Sabemos que no governo Zeca não haverá despejo de trabalhador rural com força policial”, afirma. As declarações de Betel da Silva seguem a mesma linha do discurso do líder nacional do MST, José Rainha Júnior.
Segundo ele, a trégua dada pelo movimento nas invasões termina no dia 29, às 17h, quando encerra a votação para o segundo turno das eleições. “Vamos sair das trincheiras e retomar as mobilizações”, afirmou Rainha Junior em entrevista ao jornal Correio Braziliense, edição de hoje. Ele admite que o MST reduziu o ritmo de invasões em todo o País por causa da campanha eleitoral e afirma que os sem-terra estão nas ruas, trabalhando pela reeleição de Lula. Segundo o jornal, de janeiro a março deste ano o MST fez 99 invasões em 21 Estados.
Em 2005 foram 63 no mesmo período. Em abril 35 invasões, mas o movimento desacelerou após o início do período eleitoral. Foram 46 invasões nos quatro meses seguintes.
 
Sul News

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Circuncidem seu coração
OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA