Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 13 de maio de 2021
Busca
Brasil

MS é 18º no ranking de investimentos em Cultura no País

21 Out 2010 - 13h31Por Campo Grande News

Mato Grosso do Sul é o 18º estado no ranking brasileiro de investimentos em Cultura, conforme levantamento feito pela ONG (Organização Não Governamental) PCult.

No primeiro semestre deste ano, o governo estadual investiu apenas 0,16% de seu orçamento no setor. Em 2009, o percentual chegou a 0,32%, mas a posição no ranking era a mesma, 18º.

No ano passado, o investimento do governo na área cultural foi de R$ 10,8 milhões, o que levou o Estado à 20ª colocação neste quesito, aponta o estudo da ONG.

O valor Per Capita em Mato Grosso do Sul no ano passado foi de R$ 4. No ano anterior, o índice foi de R$ 3 e em 2007 de R$ 4.

Na região Centro-Oeste o Distrito Federal é o primeiro colocado. Goiás e Mato Grosso aparecem equilibrados e Mato Grosso do sul teve a pior colocação em todos os anos.

O levantamento feito em todos os estados brasileiros e no DF também aponta algumas surpresas.

Uma delas é que a Bahia superou o Rio de Janeiro nos valores destinados ao setor: em 2009, o estado baiano investiu R$ 185,9 milhões, ante R$ 128 milhões do Rio de Janeiro.

São Paulo continua à frente, com R$ 690 milhões investidos, mas a tese do "eixo Rio-São Paulo" hoje se mostra frágil perante a realidade apontada pelos números.

O Amazonas, conforme o estudo, é o estado que mantém o maior equilíbrio entre o volume de recursos destinados ao setor e a proporção de sua despesa anual.

Os estados da região Norte lideram o ranking de investimento per capita na Cultura, além do ranking de crescimento anual e proporcional de investimento.

O Estado que menos investe no setor é o Amapá. Na região Sul, o Estado que lidera o ranking é o Paraná, que perde somente em 2007 para Santa Catarina.

Estados muito ricos da federação, como Mato Grosso, Goiás e Rio Grande do Sul, ocupam posições muito modestas no ranking.

Outra curiosidade é o percentual que cada Estado investe de seu orçamento na Cultura. O gigante São Paulo, por exemplo, chega a ocupar um modesto 9º lugar em 2010, enquanto o Rio de Janeiro aparece em 15º.

"É notório que os Estados que dispõem de um volume orçamentário maior, proporcionalmente, investem menos no setor cultural do que os que dispõem de volume orçamentário maior", aponta o relatório da ONG.

Em 2009, o crescimento per capita em cultura foi maior no Distrito Federal, Acre, Amazônia e São Paulo. Alagoas, Amapá, Rio Grande do Norte e Tocantins tiveram crescimento zero.

O levantamento foi feito pelo Partido da Cultura, "fórum informal, suprapartidário permanente, que trabalha para que a Cultura, tanto quanto educação e saúde, seja tema central dos debates políticos", segundo informa o relatório.

Para o PCult, o resultado da pesquisa pode dar um indicativo de qual é o grau de relevância do setor cultural para os poderes públicos estaduais a partir de sua dotação orçamentária.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada