Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 26 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Mortos na região Serrana do Rio chega a 552

15 Jan 2011 - 10h48Por

Os trabalhos de buscas foram retomados em Teresópolis e Petrópolis, na Região Serrana do Rio, na manhã deste sábado (15). As equipes precisaram suspender a atuação no período da noite por falta de energia no local. Sem esse problema, os agentes que atuam em Nova Friburgo seguiram buscando corpos e moradores a serem resgatados ao longo da madrugada.

Em Teresópolis, segundo a Defesa Civil, as primeiras equipes seguiram para as localidades de Santa Rita e Santana. Já em Petrópolis, a prioridade ainda é a região do Vale do Cuiabá, onde ainda há áreas isoladas.

Números
Desde terça-feira, as chuvas já mataram 552 pessoas. Nesta sexta-feira (14), corpos foram encontrados na cidade de São José do Vale do Rio Preto e agora são 5 municípios com registro de mortes após as chuvas. Na região, sete famílias ficaram mais de 60 horas à espera de socorro, segundo o Corpo de Bombeiros.

Em Teresópolis, morreram 238 pessoas, segundo a prefeitura. Em Nova Friburgo, o número também subiu para 247. Em Sumidouro, a prefeitura confirmou um total de 18 mortos. Já em Petrópolis, a prefeitura divulgou que o total de mortos chega a 43 mortos. Em São José do Vale do Rio Preto foram registradas duas mortes.

 
 

 Responsável pela produção de 70% das hortaliças no estado do Rio de Janeiro, o município de Teresópolis perdeu 80% das plantações com as chuvas dos últimos dias. Segundo o secretário de Agricultura da cidade, Fernando Mendes, a produção está comprometida. O prejuízo ainda está sendo calculado e ainda não há uma estimativa de quanto tempo será necessário para recuperar as áreas e retomar a produção.

Outros dois municípios também tiveram áreas devastadas: Bom Jardim e Areal, onde a Defesa Civil acredita que possa haver vítimas fatais nessas cidades (veja vídeo ao lado).

Áreas ficaram isoladas após as tempestades dos últimos dias. Em São José do Vale do Rio Preto, sete famílias ficaram mais de 60 horas à espera de socorro, segundo o Corpo de Bombeiros.

Cansado de esperar pelo resgate de corpos, moradores de algumas comunidades de Teresópolis enterraram parentes em covas improvisadas.

Estradas e energia Estradas voltaram a ser interditadas na Região Serrana. Uma queda de barreira interditou na sexta-feira a estrada que liga Itaipava à Teresópolis. Motoristas que seguem para Teresópolis estão sendo orientados pela Polícia Militar a retornar para a estrada Rio-Magé.

Mais de 40 mil pessoas seguem sem energia elétrica na Região Serrana. Problema maior é em Nova Friburgo, onde 25 mil pessoas estão sem luz. Na cidade também falta água em 50% das casas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXILIO POPULAÇÃO
Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas
UTI LOTADAS
13 crianças com covid estão em estado grave em Cuiabá
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Mãe descobre estupro ao desconfiar que filha de 12 anos tinha ciúmes do padrasto
VIRUS A SOLTA
Caixão com corpo que tinha identificação de risco biológico por Covid é achado em estrada
TRAGEDIA NA RODOVIA
Jovem fez vídeo antes de morrer em acidente no Paraná: 'Devagar, motora'
FATALIDADE
Padre cai de pedra em cachoeira e corpo é encontrado em poço
GANGUE DO TIJOLO
Menores entre 13 e 17 anos formam bando e fazem 'arrastão'; veja vídeo
LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19