Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Ministro do STJ nega pedido de prisão hospitalar para Arruda

19 Mar 2010 - 07h27Por Agência Brasil

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Fernando Gonçalves, negou hoje (18) pedido de prisão hospitalar feito pelos advogados do governador afastado José Roberto Arruda (sem partido).

O ministro enetendeu que o laudo médico apresentado pela defesa não comprova a necessidade de prisão hospitalar de Arruda que foi submetido hoje a um cateterismo.

Segundo a assessoria do STJ, assim que tiver alta médica hospitalar, o governador voltará para a Superintendência da Polícia Federal (PF), onde está preso preventivamente por tentar corromper uma testemunha do esquema de corrupção desmontado na Operação Caixa de Pandora da PF.

Os advogados de Arruda já impetraram um pedido de prisão domiciliar que ainda não foi analisado pelo ministro Fernando Gonçalves. O pedido foi remetido à Procuradoria-Geral da República (PGR) que dará um parecer.

Outro pedido feito pelos advogados tenta revogar a prisão preventiva decretada pelo STJ. O parecer da PGR, que deve ser remetido ao STJ nesta sexta-feira, 19, deverá defender a manutenção da prisão.

O preocurador-geral da República, Roberto Gurgel, avalia que o governador deve continuar preso até o fim das investigações da Operação Caixa de Pandora. Hoje a PGR requereu ao STJ a prorrogação do prazo das investigações por mais 30 dias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado