Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 29 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
FÁTIMA DO SUL

Liminar proíbe queima da palha da cana-de-açucar em Fátima do Sul

15 Jul 2010 - 07h40Por Fátima News com o Mídia Max
Em Dourados, foi deferida a liminar a favor do Ministério Público Estadual em resposta à ação civil pública ajuizada contra o Estado de Mato Grosso do Sul e o Ibama, determinando a suspensão imediata das autorizações de queima da palha da cana-de-açúcar.

A liminar publicada nesta terça-feira (13), proferida pela Justiça Federal de Dourados contempla ainda que os municípios, situados subseção judiciária de Dourados comuniquem aos beneficiários a suspensão das autorizações em um prazo máximo de dez dias. O Ibama terá a responsabilidade, exclusiva, de conceder as licenças ambientais respeitando o estudo prévio de impacto ambiental (EIA) e o relatório de impacto ambiental (RIMA).

Além de Dourados a decisão produz efeitos para os municípios de Anaurilândia, Angélica, Bataiporã, Caarapó, Deodápolis, Douradina, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Itaporã, Ivinhema, Maracaju, Nova Alvorada Do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Rio Brilhante, Taquarussu e Vicentina.

Em 2008, o MPE e o MPF ajuizaram uma ação civil pública, considerando inconstitucional a legislação estadual, que regulamentava a queima da palha da cana-de-açúcar, transferindo para os municípios a competência para expedir as autorizações para o uso do fogo na colheita da cana sem a exigência os estudos de impacto ambiental.

Na ação foi proposto que o licenciamento ou autorização da queima deveria ser feito por autoridade ambiental federal, no caso o Ibama, já que os prejuízos não seriam apenas locais. A queima da palha da cana é altamente poluente e provoca significativa degradação ambiental, o que reforça a obrigatoriedade do prévio estudo e relatório de impacto ambiental.

A necessidade de inclusão de todos os municípios abrangidos pela jurisdição Federal de Dourados atrasou o andamento da ação. Após os levantamentos das regiões impactadas e recebimento das contestações, a Justiça Federal de Dourados deferiu a liminar, normatizando as regras que devem ser observadas pelo Ibama quanto ao licenciamento e fiscalização, exigindo os estudos prévios que devem avaliar a necessidade do uso da queima da palha da cana. (Com informações da assessoria).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso