Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 31 de julho de 2021
Busca
Brasil

Justiça proíbe destruição de armas coletadas em campanha

16 Jun 2010 - 07h21

A Justiça Federal em São Paulo determinou que a União não pode destruir as armas coletadas durante a campanha do desarmamento, segundo informou a corte nesta terça-feira. Na ação civil apresentada pelo Instituto do Patrimônio Histórico (IPH) à Justiça, o órgão pede que a Polícia Federal analise o material antes da destruição, para que sejam separados armamentos de valor histórico.

A decisão foi tomada pela juíza federal Elizabeth Leão, da 12ª Vara Cível Federal, no dia 10 de junho. De acordo com o pedido feito pelo IPH, a União deve preservar as armas até que as mesmas sejam analisadas pela PF. A escolha do responsável pela triagem deve ser feita no decorrer do processo.

O IPH acredita que muitas das armas podem ser usadas no acervo de museus que podem estudar o desenvolvimento da civilização humana relacionada com a produção de armas, disse a juíza responsável pela decisão, Elizabeth Leão. "Tem-se, portanto, evidenciada a inegável importância da preservação do patrimônio histórico cultural no tocante às armas de fogo", afirmou.

Para a magistrada, o Instituto de Patrimônio Histórico e Cultural (Iphan) pode confirmar o caráter histórico das armas de fogo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÃOPAINHA
Cachorro toca campainha após ficar trancado fora de casa
SONHO INTERROMPIDO
Ultimo ensaio fotográfico minutos antes de médico sofrer choque e morrer nas vésperas de casamento
OLIMPÍADA
Rebeca é prata e faz história na ginástica olímpica em Tóquio
FENÔMENO DA NATUREZA
Chuva de meteoros será visível na madrugada de quinta para sexta em todo Brasil
A CASA CAIU
Mulheres se unem e surram "valentão" flagrado agredindo ex no meio da rua
CRISE HÍDRICA
Novas fontes preparam MS para a crise hídrica, ressalta governador
ABAIXO DE ZERO
Com -8,6°C, SC registra a menor temperatura do Brasil em 2021, diz Inmet
COVID-19
Em dia de aumento de casos Brasil tem 1.333 óbitos por Covid - 19 nas últimas 24 horas
CONCURSO PÚBLICO
Caixa Econômica convocará 9 mil de concursos e abre mais mil vagas
BRASIL - 550.502 MORTES
Covid-19: país ultrapassa 550 mil mortes e tem 19,7 milhões de casos