Menu
SADER_FULL
quinta, 5 de agosto de 2021
Busca
Brasil

Hackers usam caso Bruno para infectar computadores

16 Jul 2010 - 13h39Por Dourados News

O possível assassinato de Eliza Samudio, ex- amante do goleiro Bruno Souza, já virou tema para hackers. Começam a circular na internet e-mails com links para fotos e vídeos do assassinato de Eliza.

Uma das mensagens fraudulentas afirma que o adolescente, acusado de participação no caso, teria gravado os momentos que antecederam a morte de Eliza. Ao posicionar o mouse sob o link supostamente de um jornal de grande circulação, onde seria aberto o vídeo, percebe-se que ele leva para um programa espião.

É possível fazer o teste olhando o endereço verdadeiro no canto esquerdo da tela. Esse tipo de golpe, envolvendo assuntos de destaque na mídia, tem sido cada vez mais comum. Durante a copa, diversos e-mails com links contaminados circularam na web.

Especialistas alertam para o perigo de mensagens que instigam os internautas a clicar para visualizar temas polêmicos. A orientação é apagar a mensagem e alertar o remetente, caso seja alguém conhecido, do conteúdo do e-mail.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FÁTIMA DO SUL - ORLA TCHAU FRIO!!!
TCHAU FRIO: Nova onda de calor deve chegar na próxima semana, confira a previsão
SUPERÁVIT
Petrobras anuncia lucro líquido de US$ 8 bilhões no segundo trimestre
BRASIL - 20.026.502 INFECTADOS
Brasil ultrapassa 20 milhões de casos de covid-19
TRAGÉDIA NA RODOVIA
Caminhoneiro embriagado invade pista contrária e mata cinco pessoas
ASSALTO À LOJA
Bandidos roubam loja e trocam tiros com a PM; numa ação audaciosa: veja fotos e vídeos
DOENÇA DO SÉCULO
Vídeo: cantora alerta famílias após filho de 16 anos cometer suicídio; "internet está doente"
BRASIL - 558.432 MORTES
Covid-19: casos sobem para 19,98 milhões e mortes, a 558,4 mil
AMOR BANDIDO
Homem leva facada da esposa, perdoa e casal sai de mãos dadas da delegacia
CURA DA DIABETES
Brasil registra 1ª cirurgia contra diabetes tipo 2 feita com robô
BRASIL - 557.223 MORTES
Covid-19: Brasil registra 557,2 mil mortes e 19,95 milhões de casos