Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de junho de 2021
Busca
COPA 2014

Governo discute isenção tributária a participantes da Copa de 2014

5 Jan 2010 - 08h58Por Dourados News

Representantes do governo brasileiro, da Federação Internacional de Futebol (Fifa) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) discutem hoje (5) em Brasília o projeto de lei de isenções tributárias da Copa do Mundo de 2014. Será às 11h no Ministério do Esporte.

Participam da reunião, além do ministro Orlando Silva, o ministro interino da Fazenda, Nelson Machado, o secretário-geral da Fifa, Jerome Valcke, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Beto Vasconcelos, e o assessor especial do ministério para o Futebol, Alcino Rocha.

 


O projeto de lei trata de isenção de taxas, impostos ou tributos concedida a estrangeiros para o exercício de atividades relacionadas às competições e desempenhadas pela Fifa e por outras entidades que participarão da realização do Mundial de Futebol. A isenção tributária é uma das 11 garantias oferecidas pelo governo federal para cumprir as exigências da Fifa para a realização da Copa no Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS ONLINE
Expectativas para legalização de jogos de azar movimenta mercado internacional
Policial
Criança de 6 anos sofre trauma de crânio após cair de atração no Beto Carrero World
DOSE ÚNICA
Avião com 1,5 milhão de doses da Janssen chega amanhã, diz ministro
REAÇÃO CERTEIRA
Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo
VIOLENCIA DOMESTICA
Menina de 12 anos furta bisavô e leva 10 chibatadas da mãe por ordem do CV
MILIONÁRIO
Aposta única fatura prêmio de R$ 7 milhões da Mega-Sena
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa paga hoje 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março
LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai