Menu
SADER_FULL
sábado, 26 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Geração de trabalho neste ano é 2ª maior da história de MS

20 Jul 2010 - 11h00Por MS Notícias

A Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul ) constata o bom desempenho do mercado de trabalho formal sul-mato-grossense, o que verifica-se a partir dos dados do Caged (Cadastro Nacional de Empregos e Desempregados ).

Segundo os registros administrativos do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego ), Mato Grosso do Sul registra o segundo maior desempenho na geração de empregos durante o primeiro semestre, de toda a série histórica, iniciada em 1996. Ao todo foram gerados 20.584 novos postos de trabalho de janeiro a junho de 2010.

Com este resultado, o estado de MS fecha os primeiros seis meses do ano com estoque de 408.041 postos de trabalho com registro em Carteira.

No mês de junho, os segmentos de atividades econômicas que impulsionaram o mercado de trabalho foram: serviços, indústria de transformação, agropecuária e a construção civil. Desagregados os dados destas atividades, temos o segmento de serviços, que apresenta saldos líquidos de geração de postos de trabalho nas ocupações: de condutores de veículos de cargas (+209), professores do ensino superior (+118), serviços de limpeza e manutenção ((95), serviços de hotelaria (82) e auxiliares administrativos (70).

Destacaram-se dentro da atividade de serviços, as atividades de embelezamento e estética, contabilidade e os trabalhos de mecanização florestal.

A indústria de transformação acusou a retomada do crescimento das atividades da indústria de alimentos e bebidas, que apresentou ligeiro retrocesso no mês anterior. Mesmo assim, esta atividade encerra o primeiro semestre como o ramo da indústria com maior ritmo de crescimento do emprego formal, com uma taxa de crescimento de 9,78% ao longo do primeiro semestre.

Outros destaques do setor da indústria no mês de Junho foram os resultados verificados na indústria metalúrgica e na indústria química, que, respectivamente, geraram um saldo de 195 e 82 novos postos de trabalho.

De acordo com Conrado Castro, coordenador do Observatório do Trabalho, ”cabe sublinhar que os setores da ind. Têxtil e vestuário, assim como a extrativa mineral, embora tenham registrado pequenos saldos negativos, apresentam um desempenho bastante favorável para as contratações efetuadas no acumulado do ano, indica que o comportamento do mês de junho provavelmente seja a expressão de ajustes no quadro de funcionários,” define.

O coordenador, define que são setores que apresentam uma participação crescente na pauta de exportações do estado. Este fato abre possibilidades de sustentação do bom desempenho do emprego nestes segmentos de atividade, como: a construção civil, que mantém o ritmo de expansão verificado nos meses anteriores, encerrando o mês de junho como o quarto setor que mais contribuiu para o saldo de empregos de MS. Neste mês foram admitidos 2.297 trabalhadores na construção civil, o que resultou num saldo de 361 novos postos de trabalho em todo estado, ressalta.

Segundo Cícero Ávila, diretor geral, da Funtrab, “se a geração de empregos continuarem nesse ritmo o país terá um Recorde, e MS estará no mesmo caminho, com a possibilidade concreta de criação de muitas oportunidades de trabalho”, comemora.

O estado está em sétimo lugar no ranking nacional em termos do ritmo da taxa de crescimento da geração de empregos. Neste primeiro semestre os três municípios com maior estoque de empregos são: Campo Grande (167.912), Dourados (40.328), Três Lagoas (24.327).

As atividades econômicas geradoras de empregos no estado são: extrativismo mineral (1.992 estoque), indústria de transformação (81.133 estoque), serviço industrial utilidade pública (2.852 estoque), construção civil (25.657), comércio (95.204 estoque), serviços (130.502 estoque), administração pública (4.037 estoque), agropecuária (65.764 estoque).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso