Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 19 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Estado reduz em 90% a TMF

2 Set 2010 - 13h52Por Conjuntura Online
O Estado acatou reivindicação do setor de carvoaria e indústria siderúrgica e reduziu a TMF (Taxa de Transporte e Movimentação de Produtos e Subprodutos Florestais) em 90%.
O decreto que altera os coeficientes utilizados no cálculo da TMF será publicado hoje  (2) no Diário Oficial e entra em vigor a partir de 3 de setembro por período de 30 dias.

O decreto diminui de 0,50 para 0,05 o coeficiente para cálculo da TMF do carvão vegetal originário de florestas de produção, resíduos de erradicação ou de poda de culturas, pomares ou arborização urbana.
O coeficiente do produto originado por supressão de vegetação nativa ou aproveitamento de material lenhoso será reduzido de 1,50 para 0,15.

Em 30 dias os representantes do setor se comprometeram em apresentar uma proposta com a elaboração de mecanismo de coeficiente variável da TMF, que acompanhe as flutuações do preço do carvão com variação entre 10% e 100% do valor total de 1,5 Uferms, o equivalente a R$ 21,96.
O setor também se comprometeu em enviar, mensalmente, os valores praticados pelo mercado para que sirva de base para o cálculo da TMF para o mês subsequente e para fixação do Valor Real Pesquisado, elaborado pela Sefaz (Secretaria de Fazenda do Estado) para cálculo do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços).

Em contrapartida, o Sindicar (Sindicato dos Produtores de Carvão Vegetal do Estado), que reúne empresários de carvoarias, se compromete em suprir a demanda de carvão vegetal das indústrias siderúrgicas instaladas no Estado, desde que o preço não seja inferior ao valor de mercado.
O acordo firmado hoje na Governadoria entre representantes do sindicato, das indústrias siderúrgicas e o governo estadual, assinado pelo governador André Pucinelli e pelo secretário de Meio Ambiente, Planejamento, Ciência e Tecnologia Carlos Alberto Menezes, prevê a suspensão do decreto caso o acordo não seja cumprido.

Ampliação da licença

Além da redução da TMF o Estado também atendeu outra reivindicação do setor e estendeu o tempo de vigência da licença ambiental, de dois para quatro anos, para exploração do carvão vegetal.
A licença passa a ser de dois anos para supressão de matas e mais dois anos para aproveitamento de material lenhoso. Para o presidente do Sindicarv, Marcos José Brito, a nova medida vai gerar economia para os empresários e também diminuir a quantidade de projetos apresentados à Secretaria de Meio Ambiente.

Brito explica que de acordo com a legislação vigente, quando a carvoaria não utiliza o volume total de carvão estipulado na licença ambiental e dentro do prazo previsto no mesmo documento, o empresário é obrigado a apresentar um novo projeto para a Semac (Secretaria de Meio Ambiente estadual), o que onera a atividade do setor.
O custo da licença, incluindo taxas, projeto de engenharia florestal e vistoria, gira em torno de R$ 7 mil. “Pela burocracia e custo, quando o volume é pequeno não vale a pena transformar todo o material em carvão”, explica Brito. “Agora chegamos a um consenso que vai estimular o setor”, concluiu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caixa com cenouras de boa qualidade 100 DESPERDÍCIOS
Governo cria Rede de Bancos de Alimentos para combater desperdício
Ainda de acordo com a atualização, 567.369 pessoas estão em acompanhamento e outras 3.753.082 se recuperaram. PANDEMIA
Covid-19: Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 134,9 mil mortes
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AUXILIO EMERGENCIAL
Caixa abre 770 agências amanhã das 8h às 12h
Apesar do esforço médico a adolescente não resistiu. DESCARGA FATAL
Adolescente segura extensão de energia e morre após sofrer descarga elétrica
Assaltante magro está com um revólver na mão direito e boné na esquerda TERROR NA RODOVIA
Vídeo mostra ação extremamente violenta de ladrões em Rodovia
As imagens mostram que a vítima estava prestes a sair de moto VIOLENCIA NA CIDADE
Homem é flagrado agredindo e tentando atropelar a ex; veja vídeo
Bolsonaro autorizou estudos para a área. PROGRAMA ASSISTENCIAL
Após desistir do Renda Brasil, Bolsonaro autoriza criação de novo programa social
Bolsonaro com Ricardo Barros APREENSÃO
Gaeco cumpre mandado em escritório de Ricardo Barros, lider do governo Bolsonaro na Câmara
presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) AGORA
Maia testa positivo para Covid-19, informa assessoria do deputado
 Joice Pastre, 27 anos, morreu na última sexta-feira (11) GESTO NOBRE
Família doa órgãos de jovem que sofreu aneurisma cerebral