Menu
SADER_FULL
segunda, 26 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Encontro de Ponta Porã confirma Gilda suplente de Dagoberto

24 Mai 2010 - 14h37Por Fátima News com Assessoria

Encerrado sábado, o 4º encontro regional do PT em Ponta Porã,  confirmou a pré-candidatura da ex-primeira-dama Gilda dos Santos para suplente de senadora, na chapa do deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT).

O evento, iniciado na sexta-feira, reuniu lideranças de outros partidos fora do arco de aliança, de empresários, sindicalistas e de simpatizantes, em uma manifestação da força da chapa da oposição, que tem Zeca do PT para governador, Delcídio do Amaral e Dagoberto ao Senado.

Participaram da abertura do encontro na noite de sexta-feira, na Câmara de Ponta Porã, cerca de 400 pessoas.

 Os dois deputados federais pelo PT, Vander Loubet e Antônio Carlos Biffi, deputados estaduais Amarildo Cruz e Pedro Kemp e o presidente regional do PT, Marcus Garcia, também prestigiaram do encontro, que reuniu lideranças de todos os municípios da região de fronteira e do Sul do Estado.

Delcídio disse que a decisão de indicar Gilda como suplente “oxigena” o partido, lembrando a importância desta eleição, pelo leque de opções e as novidades que o PT e os aliados oferecem ao eleitor.

O senador observou que este ano o eleitor poderá votar em dois senadores e que a aliança PT-PDT já tem os pré–candidatos, referindo-se ao seu nome e ao de Dagoberto.

"Em nível nacional, pela primeira vez, vamos eleger uma mulher como presidente do Brasil, a companheira Dilma Rousseff, que representa a continuidade do desenvolvimento como responsabilidade social do nosso país, por isso acredito que o PT de Mato Grosso do Sul não poderia escolher melhor o nome da suplência do nosso grande aliado Dagoberto, pois a professora Gilda é a cara do PT, uma grande mulher, tem história, militância e é uma lutadora diária na defesa das nossas bandeiras.”

O senador petista disse não ter dúvida da vitória do PT nestas eleições. “Com o Zeca, nós vamos ganhar as eleições”. E desafiou o atual governador, André Puccinelli (PMDB), a comparar sua gestão com qualquer período do governo Zeca, que se estendeu por oito anos.

“Qualquer um dos quatro anos que comparar é muito superior. Esta será nossa estratégia. Os primeiros quatro anos do governo Zeca foram de um desafio criativo. Pagar salários atrasados, aumentar a arrecadação, reformar escolas, hospitais, postos de saúde, tirar o estado do atoleiro.”

Analisando a conjuntura política, Delcídio conclui que o resultado do pleito deste ano terá reflexo direto em 2012, quando estarão em disputa as prefeituras de todo o Estado, e o PT e os partidos aliados se organizam para ampliar espaços.

O senador foi além, afirmou que a vitória de Zeca consolida um projeto para 2014. Neste ano estará em jogo, novamente, o governo do Estado. “E o papai aqui espera sucedê-lo”, disse Delcídio para Zeca.

Em discurso, Gilda disse que a luta por um estado melhor depende da força e da união da militância do PT e dos que acreditam nesse projeto.

“Me sinto extremamente lisonjeada de poder representar o meu partido, o meu PT que eu tanto amo, nesse projeto junto com o nosso grande aliado e companheiro Dagoberto, portanto eu tenho só que agradecer à confiança que os militantes do PT estão me dando neste momento”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
CORONAVIRUS
Morre voluntário brasileiro que participava de testes da vacina de Oxford
MORTE SUBITA
Idoso morre em voo de Cuiabá para SP; avião faz pouso de emergência