Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 5 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

Empréstimos serão isentos de CPMF até 2010

11 Abr 2007 - 05h15

O governo federal deve zerar a alíquota da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) para os novos empréstimos tomados por pessoas físicas e jurídicas até 2010, informou nesta terça-feira (10) o ministro da Fazenda, Guido Mantega. Ele não confirmou, porém, se esta isenção será imediata ou ocorrerá ao longo dos próximos três anos.

Ele também não explicou se a redução será feita de uma só vez, a partir de 2008, ou de forma escalonada, entre 2008 e 2010. Segundo o ministro, não é necessário que o dispositivo esteja na proposta de emenda constitucional da prorrogação da CPMF, que deve ser enviada ao Congresso Nacional na quinta-feira (12). Mantega explica que o governo precisa de autorização do Congresso para aumentar impostos, mas não para reduzir tributos. Desta forma, a mudança poderia até ser feita imediatamente, caso o governo tivesse interesse nisso.

"[A dúvida] é se vamos fazê-lo de uma vez, ou uma proposta ao longo dos próximos três anos", afirmou Mantega a jornalistas. Ele informou que a medida, quando plenamente implementada, resultará em perda anual de R$ 4 bilhões por ano para o governo. "Pra mim não é pouco. Ter R$ 4 bilhões a menos de disponibilidade orçamentária não é pouco", acrescentou.

Sobre o que acontecerá depois de 2011, prazo até o qual o governo quer estender a cobrança da CPMF, cuja alíquota atual é de 0,38%, Mantega afirmou que isso compete ao próximo governo decidir. "Depois o próximo governo fica encarregado de pensar neste problema", afirmou.

 

O ministro lembrou que os líderes de partidos no Congresso Nacional haviam pedido algum tipo de redução do tributo. Em sua avaliação, isso atende a esse pedido. "O que os líderes queriam é um sinal de redução. Entendo que, ao fazermos uma desoneração para operações financeiras, estamos atendendo este pleito. Estamos reduzindo para as atividades que queremos estimular e baratear, que são as operações financeiras", disse.  

 

 

G1

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

EXPLOSÃO EM BEIRUTE
Libanês se emociona e diz: Parecia uma bomba atômica, que acabou com tudo
BORA PRA BONITO - MS
Crie laços com a natureza em Bonito, MS!
LUTO NO CIRCO
Palhaço mais velho do Brasil morre aos 77 anos vítima de coronavírus
TRAGEDIA NA RODOVIA
Familia se despede de parentes mortos em acidente na BR-277
NA CASA DELE
Tio estupra criança de 4 anos e dá chocolate para ela não contar
BOCA DA ONÇA É NO MS
Maior cachoeira do MS, Boca da Onça retorna com muitas novidades, confira
ACIDENTE TRÁGICO
Vitimas do acidente na BR 177 são identificadas: 3 são da mesma familia
CORRUPÇÃO NA SAUDE
MP aponta 'vergonhosa fraude' e aciona prefeito a devolver R$ 4,136 milhões
BORA PRA BONITO - MS
O que é ecoturismo e porque Bonito, MS?
TRAGEDIA NA RODOVIA
Acidente com 22 veículos deixa 8 mortos e 20 feridos