Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 11 de agosto de 2022
BANNER IMPRESSORAS
Busca
MATO GROSSO DO SUL

Em 2010 mais de 5,7 mil empresas foram constituídas em MS

6 Out 2010 - 05h45Por Notícias MS

O incentivo do governo estadual para diversificação da economia e qualificação da mão-de-obra de Mato Grosso do Sul proporcionou a constituição de 5.731 empresas este ano em todo o Estado. Em setembro foram 565.

As ações do Executivo promoveram o desenvolvimento dos vários setores da economia. Em setembro foram constituídas 103 filiais no Estado, que já somam 983 desde janeiro deste ano. O número de empresas ativas passa de 108,3 mil.

Mas o número de inscrições para empreendedor individual é o que mais se destaca, conforme levantamento do último mês divulgado pela Junta Comercial de Mato Grosso do Sul (Jucems). A atividade já soma 9.841 inscritos desde fevereiro deste ano. Do total, 60% dos microempreendedores estão em Campo Grande.

De acordo com o presidente da Jucems, Wagner Bertoli, é a modalidade que mais cresceu no Estado nos últimos meses. “O fato de pagar menos imposto fez com que vários pequenos empresários migrassem para empreendedores individuais”, explica Bertoli.

A modalidade Microempreendedor Individual (MEI) é voltada às pessoas que trabalham por conta própria e querem se legalizar como pequenos empresários. O profissional deve ter renda anual de até R$ 36 mil, não ter participação como sócio ou titular em outra empresa e ainda permite a contratação de um empregado que receba um salário mínimo ou o piso da categoria.

Com a formalização o trabalhador tem acesso a benefícios como auxílio-maternidade, auxílio-doença e aposentadoria, além de obter registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que facilita a abertura de conta bancária, pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais. O empreendedor individual também pode ser enquadrado no Simples Nacional e ser isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL).

A contribuição para esta modalidade é o valor fixo mensal de R$ 57,10 para os que trabalham com comércio ou indústria e R$ 62,10 para prestação de serviços, que incluem o recolhimento à Previdência Social, Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) ou Imposto Sobre Serviços (ISS). Os valores são atualizados anualmente, de acordo com o salário mínimo.

Leia Também

AUXÍLIO BRASIL AUXILIO POPULAÇÃO
Auxílio Brasil de R$ 600 e vale-gás saem hoje para mais um grupo
BRASIL + POBRE
Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas
ESTERILIZAÇÃO
Senado aprova redução da idade mínima para realização de laqueadura
ASSUSTADOR
VÍDEO: Tromba d´água é registrada no Litoral e assusta moradores
TEMPESTADE
Temporal derruba teto de UTI covid em hospital e pacientes são transferidos às pressas
COVID NO BRASIL
Brasil registra 365 mortes e 30,2 mil casos de covid-19 em 24 horas
ALIVIO NO BOLSO
Corte de impostos deve resultar em nova queda de preços na conta de energia neste mês
TRAGÉDIA
Criança de 8 anos mata cunhado com tiro na cabeça
AGORA É LEI
STF decide que servidor público não pode receber menos que o salário mínimo
TENTATIVA DE ASSASSINATO
Coroinha é esfaqueado no pescoço durante missa em igreja