Menu
SADER_FULL
terça, 28 de setembro de 2021
Busca
DENGUE

Dengue faz aumentar 70% procura no PAM

22 Jan 2010 - 06h15Por Dourados Agora

A procura por atendimento no Pronto Atendimento Médico (PAM) de Dourados dobrou neste mês de janeiro. Pelo menos 70% dos pacientes aparecem com sintomas da dengue, segundo a coordenadora do PAM, Clotildes Neto Oliveira Santos. O maior movimento é a noite, por isso, o município dobrou o número de médicos plantonistas neste período.
“Se no mês de dezembro era uma média de 160 pacientes num período de 18 horas, este mês subiu para 300, sendo que maioria reclamando de dores pelo  corpo e febre; enfim, todos os sintomas da dengue”, diz Clotildes.
No Hospital Universitário (HU), este mês também aumentou o número de pessoas internadas com sintomas da dengue, segundo a infectologista Mariana Croda. Até ontem à tarde eram pelo menos dez pessoas internadas no HU porque os sintomas da dengue se agravaram.
Uma criança de seis anos de idade, residente em Dourados, está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do HU, com suspeita de dengue hemorrágica.   Das internações, todas são suspeitas porque ainda não chegaram os exames.
Ela informou que a Secretaria Municipal de Saúde colocou o HU como a unidade de saúde de referência para atender os casos de dengue que precisarem  de internações.
A infectologista acredita que o número de internações vai aumentar até o final de fevereiro, que é a época mais propícia para a proliferação do Aedes aegypti por causa do calor e chuva. Outro fator é que em Dourados está circulando o vírus tipo II, quando maior parte da população está suscetível à infecção por este sorotipo.
Mariana Croda explica que os sintomas da dengue clássica - que é uma forma mais leve da doença,  semelhante à gripe, são febre alta, dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjôos, vômitos, manchas vermelhas na pele, dor abdominal (principalmente em crianças).
Já a dengue hemorrágica, que o tipo mais grave da doença, se caracteriza por alterações da coagulação sanguínea da pessoa infectada. Inicialmente se assemelha a dengue clássica, mas, após o terceiro ou quarto dia de evolução da doença surgem hemorragias em virtude do sangramento de pequenos vasos na pele e nos órgãos internos. A dengue hemorrágica pode provocar hemorragias nasais, gengivais, urinárias, gastrointestinais ou uterinas.
Qualquer um desses sintomas, segundo a infectologista, a pessoa deve procurar imediatamente uma unidade de saúde mais próxima de sua casa ou o PAM. Os casos graves serão encaminhados para internação no HU. Ela orienta que a pessoa não deve tomar nenhum medicamento por conta própria.

Leia Também

CARRO DESGOVERNADO
Aluno de 13 anos é atropelado e prensado contra muro de colégio por carro desgovernado
SOB INVESTIGAÇÃO
Amigos saem para pescar e encontram cadáver boiando em rio
DESASTRE AÉREO
Diretor da UPA que sofreu acidente aéreo no Pantanal morre em hospital
COVID-19
Covid-19: Brasil tem 15,7 mil novos casos e 537 mortes em 24 horas
+ AUMENTO
Gasolina sobe pela 8ª semana seguida nos postos, aponta ANP
PAN AMERICANO JUNIOR
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
LIÇÕES DA BÍBLIA
Prefácio de Deuteronômio
ROTA BIOCEÂNICA
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
CASTELO DE AREIA
Idoso casa com prostituta 35 anos mais nova e flagra com outro
DOENÇA DO SÉCULO
Servidor público é encontrado pendurado em árvore