Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 7 de dezembro de 2021
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
Busca
Brasil

Dengue explode e aumenta em 6 vezes na Capital

5 Jan 2010 - 13h57Por Campo Grande News

O número de casos confirmados de dengue na Capital aumentou 6 vezes em 2009, em relação ao ano de 2008, segundo dados atualizados nesta manhã pela  Secretaria Municipal de Saúde Pública .

 Em 2008, foram confirmados 211 casos de dengue na Capital, já no ano passado esse número saltou para 1270.

 Número que pode aumentar, já que alguns casos notificados ainda podem ser confirmados como sendo mesmo da doença. De acordo com a tabela, 2140 números não foram nem confirmados e nem descartados.

Os casos notificados em 2009 chegaram a 4593, ou seja, de cada 3 casos com suspeitas no ano passado, um foi confirmado como sendo realmente dengue. Em 2008 foram 1776 notificações, ou seja, suspeitas. É considerada epidemia após a avaliação dos casos notificados.

Hoje, o diretor estadual de Vigilância em Saúde, Eugênio de Barros admitiu que Campo Grande vive uma epidemia da doença.

 O mês que foi mais crítico em Campo Grande no ano de 2009  foi de novembro com 300 casos confirmados. Já o mês de dezembro vem em segundo lugar com 208 casos. Em maio, uma pessoa morreu por causa da doença e há suspeita de que um adolescente também tenha morrido em dezembro.No ano de 2010, até o dia 3 de janeiro, a secretaria já tinha notificado 130 casos da doença na Capital

Esse salto da doença na cidade resulta em diversas pessoas que buscam os postos de saúde em busca de atendimento por causa da dengue. Dentre essas pessoas está o senhor Manoel Ferreira, de 58 anos, que aguarda na fila para ser atendido no posto de Saúde do bairro Aero Rancho. Com uma expressão abatida, o vendedor de churrasquinho conta que desde o sábado sente forte dores no corpo, na cabeça e tontura. De posse de um cartão de Acompanhamento do Paciente com Suspeita de Dengue, ele espera pela terceira vez para ser atendido no posto. Das outras vezes, foi medicado, porém a dores persistem.

“Já vim aqui três vezes, eles passam dipirona, tomei soro, mas fica do mesmo jeito, essa é a terceira vez que eu venho aqui, vamos ver o que o médico vai fazer hoje, dizem que melhora em uns sete dias, mas dói muito, daí eu venho. Sinto muitas dores no corpo, na cabeça, também tenho tontura. Por isso, desde sábado, eu estou sem trabalhar, isso é ruim, porque eu tenho que pagar a água e luz. Não sei como peguei dengue, meu quintal é limpo, deve ter sido por causa dos vizinhos”, afirma o vendedor.

Outra pessoa que compartilhava da mesma fila e expressão abatida do senhor Manoel era Iris Novaes, de 37 anos, cujos sintomas da dengue também acabaram mudando a rotina. Ao invés de ir trabalhar no restaurante, a mulher, há dois dias, está indo ao posto de saúde. Segundo ela, os sintomas de dores no corpo, na cabeça, falta de apetite são os mesmos que ela sentiu há dois anos atrás quando também foi vítima da dengue.

A doença não também causa problemas às pessoas que sofrem com a doença, os familiares também não conseguem deixar a preocupação de lado e acabam acompanhando seus familiares aos postos de saúde.

Como é o caso do metalúrgico Raimundo Camilo Matos, de 44 anos, que veio até o posto na manhã de hoje para acompanhar a sua esposa Gilmara, de 40 anos. O caso de Gilmara é mais delicado, porque, além de estar com o problema da dengue, ela também está se recuperando de um AVC (Acidente Vascular Cerebral) que teve há uns 100 dias e que afetou sua coordenação motora e cerebral. A mulher, que fala pouco, recorre ao marido para expressar os seus sintomas, como afirma Raimundo.

“Ela fala pouco, por causa do AVC, mas eu já aprendi a saber o que ela está querendo dizer através dos gestos. Desde quinta-feira que ela está com os sintomas, muitas dores no corpo e na cabeça. Ontem, ela teve muita dor, ficou quase o dia inteiro deitada, não queria comer também. Ela está vindo aqui pela segunda vez para tomar soro e fazer exame. Tomara que melhore logo”, afirma Raimundo, ao lado da esposa. 
 
No mês de janeiro de 2010, foram notificados até o momento 130 casos de dengue na Capital.

Leia Também

SONHO DA MATERNIDADE
Servidora Pública perde marido para a Covid, mas realiza sonho e dá à luz trigêmeos
LIÇÕES DA BIBLIA
O céu dos céus
covid_04.12 COVID NO BRASIL
Covid-19: país tem 22,1 milhões de casos e 615,5 mil mortes
LIÇÕES DA BIBLIA
Deuteronômio em escritos posteriores
ABUSO DE AUTORIDADE
PM arrasta homem negro algemado em moto; "Como na escravidão", diz gravação
REVOLTANTE
Índia de 13 anos violentada pelo avô busca ajuda e acaba estuprada por 4 em unidade saúde
DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança