Menu
SADER_FULL
sábado, 24 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Cesta básica cai em 9 de 16 capitais pesquisadas em junho

4 Jul 2007 - 04h26
O preço médio da cesta básica caiu em junho em 9 das 16 capitais brasileiras, na comparação com maio. Um levantamento divulgado nesta terça-feira, 3, pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostra que as maiores elevações no conjunto de produtos alimentícios essenciais foram apuradas em Recife (3,29%), Brasília (2,4%), São Paulo (1,36%) e Vitória (1,15%).
Na outra ponta, Belém (-5,94%), Natal (-4,24%) e João Pessoa (-3,68) foram as cidades onde foram verificada as retrações mais significativas. No Rio de Janeiro e em Belo Horizonte, também foram observadas quedas menores, mas importantes, de 1,14% e 1%, respectivamente.
 
Os preços dos produtos acompanhados pelo Dieese apresentaram comportamentos distintos: metade deles subiu na maioria das capitais (feijão, leite, óleo de soja, manteiga, café e farinha de trigo). Os outros sete produtos analisados ( açúcar, carne, tomate, arroz, banana, farinha de mandioca e batata) tiveram redução de preço na maioria das capitais.
 
De acordo com o Dieese, pelo segundo mês consecutivo o feijão e o leite apresentaram alta em maior número de capitais: 14 e 12, respectivamente. As maiores altas do feijão foram registradas em Belo Horizonte (18,16%), Brasília (16,76%) e São Paulo (14,90%). A maior retração foi apurada em Curitiba (-1,74%). Já o leite, produto que se encontra na entressafra, ficou mais caro, principalmente, em Porto Alegre (15,53%), Curitiba (11,96%) e Florianópolis (10,08%).

Cesta mais cara
A cidade de Porto Alegre apresentou a cesta básica mais cara no mês, com custo médio de R$ 193,90, uma elevação de 0,51% sobre o valor verificado em maio.
 
Na segunda colocação do ranking de maiores valores, ficou a cesta de São Paulo, com custo médio de R$ 187,45, que significou alta de 1,36% sobre maio.
 
As cestas com menor custo foram verificadas em João Pessoa (R$ 134,07), Fortaleza (R$ 136,85) e Salvador (R$ 137,05). Também mereceram destaque, entre as altas, os valores das cestas do Rio de Janeiro (R$ 173,33), Brasília (R$ 171,31), Curitiba (R$ 170,94) e Belo Horizonte (R$ 165,82).
 
No primeiro semestre de 2007, cinco capitais apresentam recuo no custo dos gêneros alimentícios essenciais. As quedas foram apuradas em Belo Horizonte (-3,31), Belém (-1,43%), Natal (-1,07%), Florianópolis (-0,53%) e Brasília (-0,31%). Dentre as localidades onde ocorreu alta no custo da cesta, os destaques foram Recife (4,88%), Porto Alegre (4,12%) e Vitória (4,08%). Em São Paulo, houve alta de 2,97% e, no Rio de Janeiro, aumento de 1,13%.
 
 
 
Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários
CORONAVIRUS
Morre voluntário brasileiro que participava de testes da vacina de Oxford
MORTE SUBITA
Idoso morre em voo de Cuiabá para SP; avião faz pouso de emergência
BRASIL - 154.176 MORTES
Covid-19: Brasil tem mais 271 óbitos e 15.383 novos casos em 24h
TRAGÉDIA NA CIDADE
Acidente entre trem e e micro-ônibus deixa uma mulher morta e feridos