Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 12 de junho de 2021
Busca
Brasil

Assembléia aprova moção contra invasão de terra

13 Out 2009 - 15h50Por Fátima News, com Assessoria

A Assembléia Legislativa aprovou na sessão desta terça-feira moção de repúdio contra a recente invasão e depredação da fazenda Santo Henrique,  da multinacional Cutrale, no interior paulista, cuja ação está sendo creditada a integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

De autoria do deputado Antonio Carlos Arroyo (PR), a moção foi aprovada pelo plenário da Casa sem o apoio dos petistas Pedro Kemp, Amarildo Cruz e Paulo Duarte, além do Coronel Ivan (PRTB).

Os deputados favoráveis a moção, em sua maioria da base aliada do governo, se revezaram na tribuna para protestar contra o que consideram uma agressão ao direito de propriedade.

Para o democrata Zé Teixeira, o direito de propriedade tem de ser respeitado sob pena de a Constituição Federal ser ferida. “Na Constituição é proibido invadir o que é do outro”, protestou, ao contrariar posição do petista Amarildo Cruz, que saiu em defesa dos sem-terra, alegando que a área invadida teria sido grilada pela Cutrale.

“Isso não justifica, quem invadiu primeiro (...), um erro não se corrige com o erro do outro, porque se as terras foram invadidas pela Cutrale, é porque a União é conivente”, reagiu Zé Teixeira, ao lembrar outros episódios ocorridos inclusive em Mato Grosso do Sul, envolvendo tanto sem-terra como indígenas.

Representante da classe ruralista na Assembléia, Zé Teixeira se referiu ao conflito de áreas no Estado, motivado por ações semelhantes.

“Isso acontece em 28% das terras em Mato Grosso do Sul invadidas por índios”, recordou o parlamentar, ao defender medidas emergenciais para impedir que esses tipos de agressões tenham continuidade não apenas no Estado, mas em outras regiões do País.

“Vou apoiar a moção para mostrar a indignação da Assembléia”, colocou o deputado, lembrando ainda que, além da invasão os  agressões promoveram depredação na fazenda, destruindo parte do plantio de laranjas.

Ainda em seu discurso, Zé Teixeira lembrou que o presidente Lula classificou de "vandalismo" a ação dos militantes do MST na Fazenda Santo Henrique, da Cutrale.

Após a invasão ocorrida no dia 28 de setembro, os sem-terra arrancaram cerca de 7 mil pés de laranja, destruíram ou danificaram 28 tratores, além de depredarem instalações.

Eles também são acusados de furtar equipamentos, defensivos e pertences de famílias de colonos, expulsas da propriedade. 

O discurso de Zé Teixeira foi elogiado pelo deputado Júnior Mochi (PMDB). “Gostaria de parabenizar vossa excelência, acho que no regime democrático o importante é o respeito às leis, aquilo (invasão) é quebra de lei e desordem, não podemos coadjuvar com isso”, disse.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CÓDIGO DE TRÂNSITO
Mudanças no código de trânsito brasileiro e suas implicações para motoristas
ESPORTE PELO MUNDO
Em fase artilheira no Cazaquistão, lateral Bryan, ex-Cruzeiro, valoriza presença e relacionamento
FOTO: Só Notícias / Luan Cordeiro / ASSESSORIA COPA AMÉRICA 2021 - NO BRASIL
COPA AMÉRICA: Confira as 06 Seleções que jogarão na Arena Pantanal
biden vacinas capa 696x487 SOLIDARIEDADE
Biden anuncia que vai mandar vacinas para o Brasil e outros países
FENÔMENO RARO
Junho tem Eclipse Solar, Lua de Morango e dia mais longo do ano
PROTESTOS PELO BRASIL
29M pelo fora Bolsonaro chegou a mais de 200 cidades e ganhou as redes sociais
ATENTADO AO PUDOR
Prostitutas exibem partes íntimas no meio da rua, moradores reclamam, Vídeos
NA BRONCA
Bolsonaro aciona STF contra decretos estaduais que impõem restrições para conter Covid-19
BARBÁRIE
Homem encontra partes do corpo do filho em rio
FENÔMENO RARO
Super Lua de Sangue e Eclipse total acontece nesta quarta