Menu
SADER_FULL
quinta, 2 de dezembro de 2021
ASSEMBLEIA DEZEMBRO 2021
Busca
Brasil

Assembléia aprova moção contra invasão de terra

13 Out 2009 - 15h50Por Fátima News, com Assessoria

A Assembléia Legislativa aprovou na sessão desta terça-feira moção de repúdio contra a recente invasão e depredação da fazenda Santo Henrique,  da multinacional Cutrale, no interior paulista, cuja ação está sendo creditada a integrantes do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

De autoria do deputado Antonio Carlos Arroyo (PR), a moção foi aprovada pelo plenário da Casa sem o apoio dos petistas Pedro Kemp, Amarildo Cruz e Paulo Duarte, além do Coronel Ivan (PRTB).

Os deputados favoráveis a moção, em sua maioria da base aliada do governo, se revezaram na tribuna para protestar contra o que consideram uma agressão ao direito de propriedade.

Para o democrata Zé Teixeira, o direito de propriedade tem de ser respeitado sob pena de a Constituição Federal ser ferida. “Na Constituição é proibido invadir o que é do outro”, protestou, ao contrariar posição do petista Amarildo Cruz, que saiu em defesa dos sem-terra, alegando que a área invadida teria sido grilada pela Cutrale.

“Isso não justifica, quem invadiu primeiro (...), um erro não se corrige com o erro do outro, porque se as terras foram invadidas pela Cutrale, é porque a União é conivente”, reagiu Zé Teixeira, ao lembrar outros episódios ocorridos inclusive em Mato Grosso do Sul, envolvendo tanto sem-terra como indígenas.

Representante da classe ruralista na Assembléia, Zé Teixeira se referiu ao conflito de áreas no Estado, motivado por ações semelhantes.

“Isso acontece em 28% das terras em Mato Grosso do Sul invadidas por índios”, recordou o parlamentar, ao defender medidas emergenciais para impedir que esses tipos de agressões tenham continuidade não apenas no Estado, mas em outras regiões do País.

“Vou apoiar a moção para mostrar a indignação da Assembléia”, colocou o deputado, lembrando ainda que, além da invasão os  agressões promoveram depredação na fazenda, destruindo parte do plantio de laranjas.

Ainda em seu discurso, Zé Teixeira lembrou que o presidente Lula classificou de "vandalismo" a ação dos militantes do MST na Fazenda Santo Henrique, da Cutrale.

Após a invasão ocorrida no dia 28 de setembro, os sem-terra arrancaram cerca de 7 mil pés de laranja, destruíram ou danificaram 28 tratores, além de depredarem instalações.

Eles também são acusados de furtar equipamentos, defensivos e pertences de famílias de colonos, expulsas da propriedade. 

O discurso de Zé Teixeira foi elogiado pelo deputado Júnior Mochi (PMDB). “Gostaria de parabenizar vossa excelência, acho que no regime democrático o importante é o respeito às leis, aquilo (invasão) é quebra de lei e desordem, não podemos coadjuvar com isso”, disse.

 

Leia Também

DOENTIO
Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola
PONTE BIOCEÂNICA
Ponte Bioceânica vai ganhar nova data de lançamento; Bolsonaro e Marito participam
AÇÕES DO GOVERNO MS
Com estados da região Sul, Azambuja quer integração ferroviária e união para redução de carbono
PIX SAQUE
Pix Saque começa hoje:comércio vê nova ferramenta como chamariz para clientes,mas teme por segurança
TRAGÉDIA NA LINHA DO TREM
vítima comemorou aniversário do marido um dia antes de morrer com a filha em acidente com trem
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 9,2 mil novos casos
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça