Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 21 de janeiro de 2021
Busca
GLÓRIA DE DOURADOS

Arceno inicia mais uma etapa de drenagem em Glória de Dourados

14 Fev 2011 - 13h30Por Demerval Nogueira / Fátima News

O município de Glória de Dourados, com a determinação do prefeito Arceno Athas Júnior, a empresa Planacon Construtora e Engenharia da cidade de Dourados deu início a segunda etapa da implantação de galerias pluviais em diversas ruas e trechos de ruas que ainda dependem destes benefícios.

 

A tubulação, conhecida também como drenagem de água está sendo introduzida na Rua Projetada A, trecho que demanda da Rua Cuiabá, e que dá acesso ao Centro Administrativo (Cead), passando em frente à Unidade da Uems e da obra em execução da Praça do Centenário da Imigração Japonesa, estendendo-se até a Rua Caçapava onde faz o contorno da mesma e prossegue na Rua Tancredo de Almeida Neves até a Rua Santa Rosa.

 

Além do referido trajeto acima citado, também recebe a tubulação de captação de águas pluviais o trecho da Rua dos Colonos, entre a Rua Projetada A, com a Rua Tancredo Neves. Após a conclusão da implantação dos tubos de retenção e direcionamento da água pluvial, essas ruas receberão a pavimentação asfáltica. O valor desta obra, com drenagem e asfaltamento está orçado em R$ 347.596,83, sendo R$ 245.850,00 provenientes de Emenda Parlamentar do então senador da República, Valter Pereira de Oliveira introduzida no Orçamento Geral da União (OGU) de 2008, somando-se ainda a contrapartida do município no valor de R$ 101.746,83, perfazendo o montante de R$ 347.596,83.

 

O prefeito Arceno Athas destaca a necessidade de se implantar primeiramente a tubulação de captação de águas pluviais. “Nós estamos imbuídos de realizar uma obra dentro dos padrões técnicos exigidos e aprovados através de engenharia civil especializada, porque as leis federais são bem claras quando do emprego dos recursos públicos de forma correta e exemplar”, salienta Athas. Os recursos da Emenda Parlamentar acima especificada foram liberados e destinados ao município de Glória de Dourados através do Ministério das Cidades. Segundo o prefeito, as ruas que estão sendo beneficiadas com galerias pluviais, em breve receberão a pavimentação asfálticae construção de meio fio, tudo de acordo com as leis. Nesta etapa serão implantados mais de 600 metros de tubulação.

 

Arceno Athas fez questão de enfatizar, “todos sabem que é bem mais econômico, prático e fácil construir pavimentação asfáltica sem a rede de captação de águas, porque isto barateia muito a obra e, boa parte dos administradores prefere cobrir as ruas com pavimento sem a necessária drenagem, mesmo porque enterrar tubos de cimento amianto e ferro é uma obra cara e que fica no subsolo e não aparecem aos olhos da população”, comenta o prefeito e diz ainda, “esta é uma forma errada de administrar, porque futuramente as enxurradas vão danificando a camada asfáltica e provocando buracos e alagando ruas e outras edificações nas partes mais baixas da cidade, provocando gastos elevados com recapeamento e reparos constantes ao invés de simples manutenções”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos