Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 24 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Álcool deve subir 12% na bomba até sábado, diz sindicato

5 Dez 2005 - 16h27

Os preços do álcool no atacado subiram 12% na semana passada, alta será repassada integralmente ao consumidor, declarou nesta segunda-feira o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo (Sincopetro).

Segundo a entidade, o aumento já começou a ser percebido em postos que compram de distribuidoras menores e em pequenos volumes. Nos que adquirem produto de distribuidoras maiores, o aumento deve vir assim que os estoques antigos forem acabando.

"O aumento, de 12%, vai ser totalmente repassado até o fim desta semana", afirmou por telefone o presidente do Sincopetro, José Alberto Paiva Gouveia, que atribui a forte variação dos preços à falta de concorrência no mercado.

No atacado, o álcool vem subindo gradativamente há cerca de 15 dias. O metro cúbico (mil litros) era negociado nesta segunda-feira a R$ 1.100 tanto de anidro quanto de hidratado (neste caso, com ICMS de 12%), ante cerca de R$ 980 por volta do dia 25 de novembro.

O aumento decorre, segundo corretores, da perspectiva de oferta justa neste fim de safra do centro-sul. Quase metade das usinas da região já suspenderam atividades, dando início à entressafra. A maior frequencia de chuvas colabora para o encerramento da moagem.

Além disso, as usinas estão bem capitalizadas após uma temporada de preços remuneradores e, agora, com a suspensão das atividades, não têm gastos imediatos, o que lhes permite restringir a oferta.

Os preços do açúcar também oferecem sustentação. Os futuros do produto negociados na bolsa de Nova York atingiram o maior patamar em dez anos na semana passada. Nesta segunda-feira, nova alta expressiva foi registada.

Mas a elevação do álcool tem limite, segundo os corretores, porque donos de carros flexíveis - os maiores responsáveis hoje pelo consumo do produto - poderão optar pela gasolina se o preço do álcool superar o patamar de 60% a 70% do preço do derivado de petróleo na bomba, reduzindo seu consumo.

Já o Sincopetro alerta que a elevação do álcool também deve influenciar o valor da gasolina (que tem 25% do derivado de cana em sua composição). O aumento neste produto seria próximo a R$ 0,04 por litro.

 

 

Invertia

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro