Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

AGU impede gasto de R$ 2,4 bilhões com execuções na Justiça

1 Dez 2004 - 08h46
No terceiro trimestre deste ano, a Advocacia-Geral da União (AGU) impediu um gasto de R$ 2,4 bilhões em execuções na Justiça contra a União. De acordo com a assessoria do órgão, a economia corresponde a 72,93% do valor total executado - R$ 3,3 bilhões. De janeiro a setembro deste ano, a AGU impugnou R$ 4,47 bilhões, que representa 68,94% do total executado de R$ 6,48 bilhões no período.

Este é o resultado da análise e verificação técnica realizada em 23.865 processos judiciais pelo Departamento de Cálculos e Perícias da AGU, que investiga e impugna precatórios superfaturados. Neste total, não estão incluídos os processos do INSS, Banco Central, Incra e tributos da Fazenda Nacional. A União concordou em pagar R$ 910,5 milhões, o que corresponde a 27,07% do total de R$ 3,3 bilhões executados.

O percentual está na média anual obtida desde 1995, quando começou o acompanhamento sistemático das cobranças judiciais. De 1995 até o 3º semestre de 2004, o Departamento de Cálculos e Perícias da AGU analisou 279.437 processos judiciais. O trabalho evitou um gasto de R$ 33,36 bilhões, que corresponde a 67,41% do total de R$ 49,48 bilhões executado contra a União, autarquias e fundações desde 1995.

 

 


Com informações da Advocacia-Geral da União

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada