Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
POLÍTICA

Filho de Cerveró reafirma que Delcídio o pressionou para impedir delação

28 Nov 2016 - 17h00Por Conjuntura Online

Filho do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, o ator Bernardo Cerveró reafirmou nesta segunda-feira (28), em depoimento à Justiça Federal de Brasília, que sofreu pressão do ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) para impedir que o pai fechasse um acordo de delação premiada com o Ministério Público.

O depoimento foi prestado dentro do processo que apura se houve uma tentativa de obstruir a Justiça na Operação Lava Jato. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é um dos sete réus desta ação penal.

A denúncia, apresentada em maio deste ano, diz que, além de Delcídio, atuaram para comprar o silêncio de Cerveró o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o banqueiro André Esteves, o pecuarista José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai, o ex-chefe de gabinete de Delcídio Diogo Ferreira e o advogado Edson Ribeiro.

Em quase duas horas de depoimento, Bernardo não mencionou a participação de Lula e Bumlai, mas principalmente de Delcídio e Edson em tentativas de evitar a delação, aceita no final do ano passado e que levou à prisão de Delcídio.

No depoimento, Bernardo também reafirmou que recebeu R$ 50 mil de Edson Ribeiro, enviados por Delcídio, para que Nestor Cerveró não mencionasse casos envolvendo o senador na delação.

Posteriormente, o próprio Delcídio teria pedido a Bernardo o silêncio de Nestor Cerveró numa reunião no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

“No Santos Dumont, ele diz explicitamente, ele me pede textualmente para não fazer delação. Que ele [Nestor] ia ficar refém dos procuradores. Que o Paulo Roberto [ex-diretor da Petrobras, que também fechou acordo de delação] tinha ficado endividadíssimo”, disse Bernardo.

Segundo Bernardo, Delcídio e Edson também teriam tentado evitar que outro delator da Lava Jato, o lobista Fernando Baiano, mencionasse o senador em sua delação.

“Para o meu espanto, ele [Edson] pede para eu passar a mensagem para o Gustavo para que Fernando Baiano não falasse do senador. Então, ele me colocou na situação de cometer um crime de obstrução de Justiça”, narrou. Bernardo disse que chegou a conversar com Gustavo Soares, irmão de Baiano, para obter provas que ajudassem a fechar o acordo de delação.

Lula e Bumlai

A acusação do Ministério Público diz que Bumlai e Lula estariam por trás do pagamento feito a Bernardo, conforme depoimento prestado por Delcídio em sua própria delação premiada.

No depoimento, contudo, o filho de Cerveró disse que sabia somente que o dinheiro havia sido enviado pelo senador, desconhecendo a origem do recurso.

“Os pagamentos eram nesse sentido. Vai haver ajuda a família, contanto que não houvesse delação. O Edson fala isso claramente [...] Foi-se criando claramente a figura da preservação do senador em função dessa ajuda, condicionada à não menção de certos [fatos]”, disse Bernardo.

A suposta participação de André Esteves no pagamento foi mencionada a Bernardo pelo próprio Delcídio, numa conversa gravada que teve com o senador em Brasília, em novembro do ano passado.

Na ocasião, o senador também disse que o banqueiro ajudaria a pagar despesas desde que Nestor não citasse a participação dele num suposto esquema envolvendo postos de combustível.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IRREGULARIDADES
MPF cobra R$ 22 milhões de Puccinelli e dois ex-secretários por falta de investimentos na saúde
JATEÍ - COM RECURSOS PRÓPRIOS
JATEÍ: Eraldo entrega reforma de Capela Mortuária 'mais conforto aos familiares no momento de dor'
ITAPORÃ - AÇÕES DO GOVERNO DO MS
Em Itaporã, população aprova qualidade das obras do Governo do Estado de MS
AÇÕES DO DEPUTADO ONEVAN
Onevan ouviu reivindicações e celebrou Dia do Índio em Amambai, Coronel Sapucaia, Tacuru e Sidrolând
VICENTINA - EMENDAS PARA SAÚDE
Geraldo destina R$ 200 mil para aquisição de equipamentos para saúde de Vicentina
FÁTIMA DO SUL - NA TRIBUNA
Ermeson e Jairo fazem duras críticas ao deputado 'não trouxe nem uma cibalena' para Fátima do Sul
AÇÕES DO DEPUTADO ONEVAN
Onevan discute com Governo reabertura de hospital de Batayporã
Investimentos infra estrutura
Governo assina contrato para obras em Iguatemi e lança mais investimentos para Três Lagoas
Investimentos na Saude
Em seu gabinete, Gilberto Garcia recebe a visita do deputado estadual Onevan de Matos
JATEÍ - REFORMA DA CAPELA
Com recursos próprios, Eraldo entregará na sexta-feira (20), a reforma da Capela Mortuária em Jateí