Menu
SADER_FULL
RIO_DOURADOS
Busca
SUCURI_MEGA
Condenação

Réu assume assassinato de Alceu Bueno e pega 21 anos após redução de pena

Outros dois foram condenados a 22 anos de prisão cada um e defesa deve apelar

10 Jul 2017 - 17h58Por Midiamax

​Elpídio Cesar Macena do Amaral,um dos condenados pelo roubo seguido de morte e ocultação do corpo o ex-vereador Alceu Bueno, assumiu o assassinato durante júri e foi condenado a 21 anos de reclusão em regime fechado pelos crimes, após redução de pena por confissão. Kátia de Almeida Rocha foi condenada a 22 anos e 2 meses e Josian Edson Cuando Macena a 22 anos, pelos mesmos crimes.

A sentença foi proferida pela 6ª Vara Criminal de Campo Grande e o resultado do julgamento foi publicado nesta segunda-feira (10) no Diário da Justiça de Mato Grosso do Sul. O processo segue em sigilo, mas segundo a defesa de Josian, Elpídio assumiu durante julgamento que já estava em luta corporal com Alceu e já havia golpeado o ex-vereador com uma tábua de carne, quando Josian chegou.

Defesa de Josian respeita a decisão do Tribunal, mas deve apelar contra a sentença. Ainda segundo a defesa, a perícia não confirmou que Josian teria usado um martelo para matar a vítima.

A tese da defesa de Josian e de que ele não participou do latrocínio, porque não furtou nenhum objeto da vítima e não entrou na camionete para levá-la ao Paraguai como os outros fizeram

​"A perícia não encontrou vestígios de que o martelo foi usado por Josian para matar a vítima, ao contrário da tábua de carne que o Elpídio usou e que foi confirmado no laudo pericial. São nesses detalhes que a defesa vai se apegar para apelar, inclusive, em juízo Elpidio contou que quando Josian retornou da conveniência ele já estava em luta corporal com a vítima e já tinha golpeado com a tábua de cortar carne”, explicou.

Entenda o crime

O corpo de ex-vereador foi encontrado no dia 21 de setembro, carbonizado e com sinais de estrangulamento no Jardim Veraneio, em Campo Grande. Imagens de câmeras de segurança, de um condomínio que fica na região, gravaram o momento em que o corpo foi abandonado pelos suspeitos e em seguida queimado.

Foram dois meses e várias linhas de investigação até o Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) chegar aos três suspeitos e concluir que o crime se tratava de um latrocínio.

No dia 29 de dezembro do ano passado Kátia, Elpídio e Josian foram apresentados como autores da morte de Alceu Bueno. A polícia descobriu que o ex-vereador mantinha um caso com a mulher, que era assediada com frequência via WhatsApp por ele. Todo o caso começou com ciúme, já que ela também tinha um relacionamento com Elpídio.

 

A intenção do suspeito, no princípio, era dar “uma reprimenda” no ex-vereador por conta do excesso de mensagens com a mulher. Mas com a convivência, Kátia percebeu que Bueno costumava andar com muito dinheiro e acabou contando para o amante e o comparsa, Josian.

Elpidio então armou o plano e pediu para a mulher marcar um encontro com o ex-vereador na casa que morava, no Jardim Seminário, onde os ele e o amigo ficariam esperando. Alceu teria sido morto no quarto de Katia, de acordo com a polícia, a golpes de martelo e de uma tábua de carne.

“O primeiro a atacar a vítima foi Josian Edson que o golpeou na cabeça por várias vezes fazendo uso de um martelo, na sequência recebeu ajuda de Elpídio Cesar que, da mesma forma, golpeou a vítima na cabeça fazendo uso de uma tábua de bater carne”, descreveu o delegado responsável pelo caso, Edilson dos Santos Silva. Ainda conforme a polícia, Alceu "agonizava" quando os suspeitos o enforcaram com a alça de uma bolsa.

O corpo foi carbonizado e em seguida o carro do ex-vereador, uma Land Rover Freenlander, foi levado por Kátia e Elpídio para Ponta Porã. Como não conseguiram vender, os suspeitos atearam fogo no veículo. No dia do crime a trio roubou R$ 600 de Bueno. Na época, o martelo usado no crime, ainda com vestígios de sangue, também foi apreendido pela polícia, que chegou a fazer a reconstituição do crime com os três suspeitos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Desaparecido
Garoto desaparece em área rural e polícia encontra pegadas de onça
Arrombamento
Ladrões arrombam janela e furtam agência dos Correios de Anaurilândia
Maniaco Sexual
Homem é preso por abusar sexualmente de menina que queria adotar
Brincadeira Fatal
Tragédia: bebê morre esmagado durante brincadeira com carro da família
CONTRABANDO
Homem é preso com 450 mil maços de cigarros e caminhão roubado
Execução
Homem tenta correr, mas é executado no meio da rua
Acerto de Contas
Homens falam que são policiais e matam jovem com 45 tiros
Caarapó
PM apreende caminhonete com 1,2 tonelada de maconha no interior de MS
Fátima do Sul
Viatura do Corpo de Bombeiros de Fátima do Sul se envolve em acidente em Ivinhema
Traumatismo Craniano
Uma moto é arrastada por outra cerca de 25 metros em acidente no centro de Nova Andradina