Menu
SADER_FULL
quinta, 19 de setembro de 2019
CACAU SHOW FÁTIMA DO SUL 0
Busca
UNIGRAN NET
campo Grande

Mulher é estuprada três vezes e camisinha pode identificar bandido

23 Out 2013 - 13h14Por Campo Grande News

Uma jovem de 26 anos foi estuprada na noite de ontem (23), no Jardim Seminário, em Campo Grande. Ela tinha acabado de fazer compras em um supermercado na avenida Tamandaré e retornava para casa, caminhando na avenida Mascarenhas de Moraes com uma sacola nas mãos, quando foi abordada. Sob ameaça de um revólver, um homem a obrigou a acompanhá-lo até um matagal na rua Padre João Falco, esquina com a avenida Ernesto Geisel e lá cometeu o crime sexual, utilizando a camisinha.

“Primeiro ele perguntou se ela possuía algo de valor e depois a estuprou, por volta das 21h30. O autor do crime pedia a todo o momento para ela não olhar no seu rosto. Acompanhado da perícia, fomos ao matagal e apreendemos a camisinha e também uma bituca de cigarro, que possivelmente pertence ao estuprador”, conta o delegado Geraldo Marin Barbosa, plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Centro.

A jovem disse à Polícia que segurava um capacete nas mãos, além das compras, pois tinha sido levada ao supermercado pelo namorado. Mesmo assim ela tentou correr do criminoso, mas ele a obrigou a subir na bicicleta. O homem parou em um matagal e mostrou a ela o revólver que possuía, a obrigando a sentar no chão e conversar para despistar suspeitas de moradores que passavam pelo local.

Ele então a chamava de "madame" e questionou se eram de ouro os pertences que possuía, como uma aliança, um brinco e uma corrente. Logo depois, o homem a levou mais para dentro da mata e retirou a sua blusa e o sutiã. Segundo a Polícia, neste momento ele retirou a sua camiseta, forrou o chão e pediu para vítima deitar, realizando sexo oral na vítima.

Logo depois, conforme a Polícia, o homem colocou preservativo e o revólver na boca da vítima. Assim que finalizou o ato sexual, ele jogou a camisinha no matagal e a mandou se vestir. O estuprador pediu a ela para contar até 180, com os olhos fechados. Ele fingiu sair, mas logo em seguida retornou e a estuprou novamente, cometendo o sexo vaginal e anal. Mais uma vez, sob ameaça de morte, a ordenou para contar até 180 e desta vez fugiu, sem levar nada.

Muito nervosa e chorando, a jovem conseguiu ajuda de um senhor que passava de carro e a levou para casa. Por volta das 22h20, seu namorado chegou em casa e a levou para o hospital e a delegacia. Em depoimento, ela informou que o homem possui cerca de 1,70 metros de altura, possui apenas um dente na arcada dentária inferior, é de cor parda, possui olhos claros e estava com o cabelo molhado de suor. Ele vestia uma bermuda jeans, camiseta pólo vermelha e chinelo de dedo.

As investigações serão conduzidas pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher). Qualquer denúncia pode ser feita pelo telefone: (67) 3384 - 1149.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMIGO FIEL
Cachorro é flagrado ao lado de homem morto com facada no pescoço, em MS
ATENTANDO EM ESCOLA NO MS
Em MS, Faxineira encontra bilhete de suposto atentado em escola; 32 alunos iriam morrer
ABUSO SEXUAL
Líder religioso é preso acusado de estuprar 14 adolescentes
NOVELA GLOBAL
Em 'A dona do pedaço', Maria da Paz e Amadeu salvam a vida de Chiclete após atropelamento
VICENTINA - CARRETA DA JUSTIÇA
Hoje em Vicentina 1ª Identidade será gratuita na Carreta da Justiça
DEODÁPOLIS - OPERAÇÃO CONTRA O TRÁFICO
Operação contra o tráfico de drogas tem apreensões de cocaína e maconha em Deodápolis
AFRONTA
Modelo brasileira posa nua e quase é presa na Coreia do Norte
VIOLENCIA
Em manhã com cinco mortos, menino lamenta não poder sair de casa
PROCURA-SE
Mãe de Fátima do Sul, desesperada, faz apelo nas Redes Sociais para que sua filha volte pra casa
VICENTINA - CARRETA DA JUSTIÇA
Em Vicentina 1ª Identidade será gratuita nesta 5ª feira, 19, na Carreta da Justiça