Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de junho de 2018
PASSARELA
Busca
DR. SHAPE
STJ

Beneficiário que migra de plano de previdência não tem direito a restituição de parcelas

26 Set 2013 - 10h26Por STJ

A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça negou a restituição de parcelas pagas por benefíciário de plano de prividência privada.

No caso em questão, o contratante havia migrado para outro plano da mesma operadora que oferecia vantangens em contrapartida. Entretanto, a Súmula 289 do STJ prevê que a restituição das parcelas pagas ao plano de previdência privada deve ser objeto de correção plena, por índice que recomponha a efetiva desvalorização da moeda.

O relator, ministro Luiz Felipe Salomão, esclareceu que esse entendimento só se aplica quando há rompimento de vínculo contratual entre o beneficiário e a entidade previdenciária. O ministro Salomão esclareceu que a correção prevista pela súmula não busca dar ganhos ao contratante, mas compensar o participante que não chegou a gozar de nenhum dos benefícios do plano de previdência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARAAPÓ - ACIDENTE COM VÍTIMA
Homem morre em acidente que teria provocado com caminhão em Caarapó
PREFEITO DE CIDADE DO MS
Prefeito de cidade do MS sofre atentado a tiros na fronteira com Paraguai
CORUMBÁ - REDUÇÃO DO ICMS
Redução do ICMS por Reinaldo Azambuja pode frear custo do transporte coletivo em Corumbá
AÇÕES DO GOVENO DO MS
Com R$ 45 milhões em investimentos, Reinaldo Azambuja realiza agenda em sete municípios em três dias
Ponta Porã
Carro recheado de droga é apreendido na BR-463
Três Lagoas
Criança de 4 anos aparece com ferimentos no órgão genital; abusador pode ser um familiar
ESPAÇO PUBLICITÁRIO
Eko'7 Colchões Magnéticos, veja os benefícios e onde encontrar
PREVISÃO DO TEMPO
Frente fria chega com chuva nesta terça-feira Dia dos Namorados em todo o Estado do MS
EDITORIAL - FIBE BILSTEIN
Análise da articulação de suspensão FEBI BILSTEIN
ACIDENTE DAS ESTRADAS
Ônibus com estudantes da UFGD tomba e cinco ficam feridos