Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Zauith defende Orçamento impositivo para evitar fisiologismo

17 Set 2004 - 17h35

Brasília (DF),17 - O deputado federal Murilo Zauith (PFL/MS) defendeu hoje uma reforma polícia que impeça  que o governo construa uma maioria parlamentar na base da troca de favores, como está acontecendo hoje com o fisiologismo praticado pela administração de Luiz Inácio Lula da Silva, que tem liberado recursos de emendas de bancada relativas ao Orçamento Geral da União para estados e municípios somente para parlamentares da base aliada do Palácio do Planalto. Ontem, numa atitude surpreendente, o presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), ao defender a necessidade de uma reforma política no país, declarou que só conseguem verbas para obras em seus municípios os deputados que se aliam ao governo.

Para Zauith uma forma de impedir que o Executivo libere recursos em troca de favores políticos é tornar o Orçamento Geral da União (OGU) impositivo, e não apenas autorizativo como ocorre hoje em dia. Com a mudança o governo passaria a respeitar expressamente as decisões do Congresso Nacional em matéria de Orçamento. Segundo ele, pelo modelo atual o governo passa a ter um imenso trunfo para buscar a adesão de um grande número de parlamentares.

O parlamentar pefelista aproveitou para voltar a criticar o governo federal por estar discriminando o Mato Grosso do Sul. Lembrou que 2003 foi o  ano pior em investimentos federais para o Mato Grosso do Sul na última década. Citou que, no ano passado, foi liberado pelo governo federal apenas 1,10% do total das de emendas de bancada relativas ao Orçamento Geral da União daquele ano, o que representa apenas R$ 1.184.531,00.
"Neste ano, nem as emendas de bancada nem as individuais foram executadas, portanto, nada foi liberado até agora", condenou o parlamentar. Para Zauith, o que houve foi o empenho de recursos das emendas individuais apenas para a base aliada do governo.

 

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

Perigo da net
Golpe do Bolsa Família se espalha no WhatsApp: 600 mil brasileiros afetados
Milionário(a)
Mega-Sena, concurso 2.034: aposta de SP ganha sozinha
O Apocalipse
Alan (Eduardo Galvão) manda embora Susana (Monica Torres) de sua casa e ela termina o casamento com
Post Polêmico
Caio Blat cria polêmica na Web com post e é chamado de machista por Maria Casadeval
Famosidades
Tratando de um câncer, Mr. Catra perde 35 kg
Novela Global
Fabiana é presa no fim de 'O outro lado do paraíso'
O Apocalipse
Anticristo leva ‘Apocalipse’ à vice-liderança na audiência
Maniaco Sexual
Homem é preso por abusar sexualmente de menina que queria adotar
Lava Jato
Ministros do STF admitem possibilidade de soltura e candidatura de Lula
Brincadeira Fatal
Tragédia: bebê morre esmagado durante brincadeira com carro da família