Menu
SADER_FULL
terça, 28 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

TV o aparelho mais presente e chuveiro é o vilão no consumo

19 Abr 2007 - 05h39
 

O aparelho elétrico presente em mais domicílios no Brasil é a televisão, superando inclusive a geladeira, revela uma pesquisa sobre posse de equipamentos e hábitos de consumo de energia, divulgado nesta quarta-feira, dia 18, pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), da Eletrobrás.

 

A TV está em 97,1% das casas brasileiras, com uma média de 1,41 aparelho por residência, ou seja, em vários domicílios há mais de uma TV. A geladeira aparece em segundo lugar, presente em 96% das residências. Segundo uma das conclusões da pesquisa, o aparelho parece ter atingido a saturação no país.

 

A Eletrobrás está com estudos avançados com fabricantes de TV para estimular a eficiência energética na indústria de televisores por meio da concessão do Selo Procel, que certifica aparelhos que economizam energia.

 

A pesquisa identificou também que, apesar de existirem freezers em 23,2% dos domicílios, um quarto deles não estão mais sendo usados. "As pessoas descobriram, durante o racionamento de 2001, que não precisavam mais do freezer. A estabilidade dos preços fez com que eles se tornassem antieconômicos, pois gastam muita energia", analisou Vasconcelos.

 

 

Chuveiro

 

O chuveiro elétrico, presente em 73,1% das residências, ainda é o responsável pela maior fatia do consumo de energia de uma casa - 23,9% -, mas, após o racionamento de 2001, teve sua utilização diminuída para 22,9%. De acordo com a Eletrobrás, mais de 50% dos consumidores conhecem as outras formas de aquecimento de água, mas não se dispõem a deixar de usar o chuveiro elétrico.

 

A pesquisa foi realizada entre dezembro de 2004 e julho de 2006, em 18 Estados e 21 concessionárias, que representam 92% do mercado. Os dados analisados vieram de 14.413 questionários, a maior parte deles (9.847) respondidos por consumidores residenciais.

 

O trabalho custou US$ 1,42 milhão e foi financiado pelo Global Environment Facility (GEF), com repasse dos recursos feito pelo Banco Mundial (Bird), com o apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

 

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS E REGIÃO
Alô Fátima do Sul, JBS seleciona candidatos para 150 vagas nesta quarta-feira em Dourados
CORONAVIRUS NO BRASIL
Ministro confirma primeiro caso suspeito de coronavírus no Brasil
COMOÇÃO
Morte de cinco pessoas afogadas da mesma familia comove e cidade e tem luto oficial
DOENÇA DO SÉCULO
Brasileiro comete suicídio nos Estados Unidos e família pede ajuda para trazer o corpo
INUSITADO
Vaca invade farmácia e depois cai em córrego, dando trabalho aos bombeiros
JUSTIÇA FEITA
Viúva de Gugu ganha na Justiça direito a pensão de R$ 100 mil por mês
FAMOSIDADES
Baile funk na casa de Ludmilla teve rapper Tyga, mulheres fio dental e policia na porta
HOMICIDIO
Jovem mata a mãe e esconde cadáver em poço
PROUNI
MEC suspende inscrições do ProUni por tempo indeterminado
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Cinco pessoas de uma mesma família morrem afogadas em rio