Menu
SADER_FULL
terça, 28 de janeiro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Saúde anuncia R$ 5,19 mi para assistência de jovens infrator

14 Jul 2004 - 10h55
 

O ministro Humberto Costa, anunciou hoje, em Brasília (DF), que, a partir de agora, o Ministério da Saúde vai assumir a responsabilidade de organizar a atenção integral à saúde dos adolescentes e jovens privados de liberdade. Serão destinados R$ 5.193.253,80, por ano, para incrementar esse atendimento. Ao todo, aproximadamente, 10.400 adolescentes e jovens de 201 unidades localizadas em 94 municípios das 27 unidades da federação serão beneficiados.

A iniciativa, que visa a inserir efetivamente o SUS (Sistema Único de Saúde) nas unidades de internação e internação provisória, que desenvolvem programas sócio-educativos, atende plenamente às recomendações do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente). Afinal, tem como meta a garantia do acesso integral e universal aos serviços de saúde em todos os níveis de assistência, bem como uma atenção à saúde humanizada e de qualidade.

A intenção do Ministério da Saúde é intervir para ajudar a sanar alguns problemas detectados na área da atenção à saúde dos adolescentes privados de liberdade, entre eles: a tímida atuação das secretarias estaduais de Saúde no aporte às necessidades de atendimento e manutenção dos serviços existentes, a dificuldade no agendamento de consultas na rede do SUS, e a contratação de equipes de saúde pelas próprias instituições ou pelos órgãos gestores do sistema sócio-educativo.

O incentivo financeiro será garantido por uma portaria interministerial elaborada pelo Ministério da Saúde, em parceria com a Secretaria Especial dos Direitos Humanos e Secretaria Especial de Políticas para Mulheres, da Presidência da República. Razão pela qual, além do Ministro da Saúde, Humberto Costa, participaram da solenidade o Secretário Especial dos Direitos Humanos, ministro Nilmário Miranda, e a Secretária Especial de Políticas para Mulheres, ministra Nilcéa Freire.

Com esse recurso, o governo federal quer reforçar a promoção à saúde, o incentivo a práticas educativas, o acompanhamento do desenvolvimento físico e psicossocial desses adolescentes e jovens. Além disso, serão incentivadas ações dirigidas à saúde sexual e reprodutiva, à imunização, à saúde bucal, à saúde mental, ao controle de agravos, e às vítimas de violência.

Vale destacar que as equipes de saúde dessas unidades vão ser responsáveis por, no máximo, 180 internos, de modo que cada unidade ou complexo poderá ter mais de uma equipe. Dos cerca de 10.400 adolescentes e jovens a serem beneficiados por elas, 95% são do sexo masculino, 85% dos que ingressam nas unidades tiveram algum contato com drogas, e, a maioria, tem entre 15 e 18 anos de idade e pertencem a famílias de baixa renda. De cada 10 mil adolescentes nesta faixa-etária, 10 praticam algum delito que resulta em medida sócio-educativa.

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS E REGIÃO
Alô Fátima do Sul, JBS seleciona candidatos para 150 vagas nesta quarta-feira em Dourados
CORONAVIRUS NO BRASIL
Ministro confirma primeiro caso suspeito de coronavírus no Brasil
COMOÇÃO
Morte de cinco pessoas afogadas da mesma familia comove e cidade e tem luto oficial
DOENÇA DO SÉCULO
Brasileiro comete suicídio nos Estados Unidos e família pede ajuda para trazer o corpo
INUSITADO
Vaca invade farmácia e depois cai em córrego, dando trabalho aos bombeiros
JUSTIÇA FEITA
Viúva de Gugu ganha na Justiça direito a pensão de R$ 100 mil por mês
FAMOSIDADES
Baile funk na casa de Ludmilla teve rapper Tyga, mulheres fio dental e policia na porta
HOMICIDIO
Jovem mata a mãe e esconde cadáver em poço
PROUNI
MEC suspende inscrições do ProUni por tempo indeterminado
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Cinco pessoas de uma mesma família morrem afogadas em rio