Menu
SADER_FULL
quarta, 17 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Parreira prega fim do discurso de "jogar e deixar jogar"

21 Jul 2004 - 17h21
O técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, quer um time mais aplicado na marcação para garantir vaga na final da Copa América, na partida contra o Uruguai, nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), em Lima (Peru).

"Vamos acabar com essa história de que o Brasil joga e deixa jogar. Se melhorarmos essa condição, nosso futebol será quase imbatível", afirmou o treinador brasileiro, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Parreira enfrentará um adversário que, apesar de viver seu pior momento na história do futebol, se dá bem contra o Brasil. Desde o início da década de 90, quando os uruguaios passaram a ter dificuldades para obter classificação em Copas do Mundo, o Brasil enfrentou o rival 11 vezes. Foram três derrotas, cinco empates e apenas três vitórias.

A tradição e o retrospecto uruguaio contra o Brasil também preocupam o treinador brasileiro, que decretou o fim dos testes na seleção. "As observações foram feitas e quem sai enriquecido disso não sou eu e sim o futebol brasileiro. Nós temos uma equipe até 2010, mas agora temos que nos aplicar para chegar à final", comentou.

Sobre a classificação argentina e as provocações da imprensa do país vizinho, Parreira mostrou tranqüilidade e não quis comentar uma possível decisão com a Argentina antes de passar pelos uruguaios.

"Não estamos preocupados com a Argentina. Temos que passar pelo Uruguai. Vai ser um jogo mais complicado que o anterior", analisou o treinador do Brasil, que venceu o México, nas quartas-de-final, por 4 a 0.
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto
IBOPE PARA PRESIDENTE
Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
ASSASSINATO
Rapaz agride avós de adolescente que não quis namorar com ele; avó morreu
TRAGEDIA NA RODOVIA
Carro ocupado por sete pessoas se envolve em acidente; cinco morreram
REVOLTANTE
Menina de 11 anos é estuprada por detento ao visitar irmão em presídio
ACIDENTE FATAL
Douradense morre em acidente no RS
REALITY SHOW
A Fazenda 10: Ana Paula é eliminada e se manifesta contra Bolsonaro
FACÇÃO CRIMINOSA
Decapitada por Satã do PCC, jovem morreu por exigir respeito após roubo de chinelo