SUCURI_MEGA
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 17 de Dezembro de 2017
RIO_DOURADOS
DELPHOS_FULL
21 de Julho de 2004 17h21

Parreira prega fim do discurso de "jogar e deixar jogar"

O técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, quer um time mais aplicado na marcação para garantir vaga na final da Copa América, na partida contra o Uruguai, nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), em Lima (Peru).

"Vamos acabar com essa história de que o Brasil joga e deixa jogar. Se melhorarmos essa condição, nosso futebol será quase imbatível", afirmou o treinador brasileiro, em entrevista à rádio Jovem Pan.

Parreira enfrentará um adversário que, apesar de viver seu pior momento na história do futebol, se dá bem contra o Brasil. Desde o início da década de 90, quando os uruguaios passaram a ter dificuldades para obter classificação em Copas do Mundo, o Brasil enfrentou o rival 11 vezes. Foram três derrotas, cinco empates e apenas três vitórias.

A tradição e o retrospecto uruguaio contra o Brasil também preocupam o treinador brasileiro, que decretou o fim dos testes na seleção. "As observações foram feitas e quem sai enriquecido disso não sou eu e sim o futebol brasileiro. Nós temos uma equipe até 2010, mas agora temos que nos aplicar para chegar à final", comentou.

Sobre a classificação argentina e as provocações da imprensa do país vizinho, Parreira mostrou tranqüilidade e não quis comentar uma possível decisão com a Argentina antes de passar pelos uruguaios.

"Não estamos preocupados com a Argentina. Temos que passar pelo Uruguai. Vai ser um jogo mais complicado que o anterior", analisou o treinador do Brasil, que venceu o México, nas quartas-de-final, por 4 a 0.
 
Folha Online
Comentários
Veja Também
SADER_LATERAL
LIMIT ACADEMIA_BOTTON
FARMÁCIA_CENTROFARMA_300
Últimas Notícias
  
pupa
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.